OS MOTIVOS DO SILÊNCIO

Por que o brioso locutor do Norte e Nordeste de Amaralina ainda não largou as tradicionais prosopopeias sobre o clássico cartão de crédito, o popular Visa, Vitória x sardinha?

Esta fundamental e inquietante pergunta ressoou, insistentemente, desde a noite do dia 3, também conhecido como sábado da brocança, nos becos, bares, ladeiras, vielas e outros lugares mais ou menos insalubres desta província lambuzada de dendê, exclusão, olés e goleadas.

E, como sói acontecer nestes graves momentos da nação, surgiram os mais variados e insensatos boatos. “Aquele puto ainda tá bêbado”, gritou um. “Deve estar é possuído por outras substâncias não recomendadas pela carta magna”, asseverou outro. “Com certeza tem mulher no meio”, vociferou a indignada moça do shortinho gerasamba.

Para acabar com a balbúrdia e os mexericos, informo logo o motivo de tão obsequioso silêncio: foi algo muito mais transcendental. Uma dúvida de ordem ético-política.

Seguinte.

Conforme é de conhecimento da Bahia e de uma banda de Sergipe, em toda a minha vida querida, que num é nenhum mar de rosas, sempre estive em lado oposto ao truculento carlismo. Porém, neste instante, sou obrigado a reconhecer um mérito dos canalhocratas.

Alguns maledicentes podem até dizer que estou fazendo uma média porque apareceu esta foto minha (mesmo que minúscula) na capa do correio da bahia.

CQgVhpNWUAIjeul

Porém, em verdade vos asseguro. O motivo é outro. Vou fazer uma autocrítica em reconhecimento a Antonio Imbassahy. Afinal, ele fez uma das mais espetaculares obra de drenagem do Brasil, ali no Largo Dois de Julho, conhecido popularmente como Campo Grande.

Para que os senhores tenham idéia da magnitude do trabalho, basta destacar que, desde a noite de sábado, o local tem sido vitimado por um chororô dos seiscentos demônhos sem que se tenha notícia de qualquer alagamento. O pé do caboclo tem resistido admirável e bravamente. Um espanto.

Bom, feito o necessário mea culpa, vamos ao gramado da velha Fonte Nova. Aliás, a drenagem lá tá boa também, pois a choradeira começou nas quatro linhas.  E olhe que, no início da peleja, parecia que o time da região metropolitana de lauro de freitas estava querendo recuperar o clássico, depois que a dignidade foi perdida desde aquele INOLVIDÁVEL 7X3 http://impedimento.org/requiem-para-um-classico-cronica-de-uma-caxirolada-anunciada/.

Porém, como diria o filósofo Márcio Greyck, eram aparências, nada mais. Logo após a presepada inicial, eles se acovardaram novamente. E o Vitória meteu 3, como poderia ter feito mais. Além da tristeza de perceber que não existe mais a rivalidade por causa da pusilanimidade da outra equipe, fiquei retado também porque perdi o bolão. Botei 8 x 1  – e o Leão me faz aquela desfeita de ficar só dando olé e etc e coisa e tals.

Apesar de o adversário ser desqualificado, foi possível ver que o Rubro-Negro tá evoluindo, especialmente depois que EscuDEUS voltou a praticar e ensinar o ludopédio em 19 idiomas. O miserávo bate na bola como se estivesse com um taco de sinuca no pé. Toda hora é uma pancada seca e certeira que paga o ingresso.

Aliás, por falar em ingresso, 80 reau é sacanagem. Inclusive, um amigo escroto disse que tal preço tem uma explicação. “Rapaz, isto aqui num é casa de praia, nem de veraneio. É brega. A gente paga este valor alto, mas fode as misérias”.  

Na verdade, ele não falou “misérias”, mas como este é um recinto de respeito, fiz uma edição. E também não quero nem vou tripudiar, pois num aguento mais escutar choro. Chispa, misera.

Anúncios

12 Respostas to “OS MOTIVOS DO SILÊNCIO”

  1. Paulo Says:

    Vamos ver se essa obra de drenagem consegue resistir ao dia de hoje. A previsão é de que vem muita água por aí, talvez em verdadeiro dilúvio acometa a região do Campo Grande na noite desta fatídica terça-feira, mais conhecida como 06 /10/2015..

  2. Mateus Borba Says:

    Nem comento mais nada de JaVi. Perdeu a graça.

  3. ATAHUALPA (@ATAHUALPA47) Says:

    Gostei bastante de seu texto. Na verdade, a preocupação não fora pelo Campo Grande e sim dos pobres que moram na Gamboa, debaixo dos arcos da Contorno. Evidentemente, toda a água jorrou por lá. Até os viciados no craque que lá ficam contando quantas estrelas existem, no mar, ficaram assustados e pensando desde já construir uma nova nave de Noé.

  4. Vitor Moreira Says:

    Muito bom!!!! Parabéns pelo texto! Vou acompanhar!

  5. maoguima Says:

    Sinto muito seu Franciel, seu time é meeiro, igual ao Bahia. Só teve a sorte de pegar um árbitro estrela!

    • Franciel Says:

      Porra, Maurício, você agora vai me forçar a fazer algo que contraria a minha religião. Vou ter que perguntar a Imbassa sobre drenagem, pois percebi aqui uns alagamentos nesta impoluta emissora.

  6. marciomelo Says:

    E tem que botar essa drenagem no seu site também, porque até aqui tem gente vindo chorar ainda. É brincadeira?

  7. Elio Says:

    Esse humor inteligente e sarcástico de Franciel Cruz é brilhante. Muito legal, morro de ri.

  8. Marcílio Says:

    Beleza mais uma vez Franciel. Alerto ao Ministério Público, que apesar da proibição, o indiozinho de merda chamado Kieza, estava com uma camisa da bagay, a qual estava proibida de entrar na Arena.

  9. GILSON maia Lopes Says:

    Eu sou esporte clube Bahia, e todos tricolores temos que ter esperanças que o esporte clube Bahia vai subi amém!!!!

  10. Dantas de BH Says:

    Daqui, eu também já estava lhe metendo a ripa (lá ele): Cadê a disgrama desse Franciel que não atualiza o blog. Mas vale a pena esperar, você sempre se supera nos seus textos, leio todos.
    Parabéns pela criatividade.
    Saudações RN

  11. Canijah de Moreré Says:

    Como diz o homi lá di Irecê: “num possu fazê nada, pai!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: