FLERTANDO COM A INFÂMIA

Os torcedores do Bahia deflagraram, nas redes sociais, uma estúpida campanha denominada #invasaopituaco45, com o objetivo de ocupar na partida final do campeonato, no próximo domingo, dia 13, mais lugares do que o determinado pelo Estatuto do Torcedor.

Não bastasse a campanha em si já ser, no mínimo, uma temeridade, as mensagens postadas pelos adeptos da aventura ultrapassam a linha da simples gozação e entram no terreno pantanoso da provocação violenta.

(Não colocarei nomes aqui, até porque acredito que, depois que passar este estado de ebriedade, alguns possam refletir melhor e voltar atrás. Mas reproduzirei uns  conteúdos para que se tenha uma idéia do nível da insanidade). Eis.

A maior operação de todos os tempos. #InvasãoPituaço45

#InvasaoPituaco45 ESTOU CHEGANDO DE CONFORÇA

#InvasãoPituaço45 to colado !!! isso é só pra quem tem torcida, quem nao tem se lasque !!!!

Vai ser lindo a PM-BA fazer cordão de isolamento em 30% de PITUAÇO, domingo, pra torcida do vice de tudo. #InvasaoPituaco45

Torcida rival vai ficar ilhada em Pituaço. Esse é o quadro que se desenha.

Acabei de conversar com o Presidente da Terror Tricolor. Ele apoia o movimento #InvasãoPituaço45

Capaz mesmo da TUI partir pra cima dos torcedores do Bahia à paisana e ainda apanhar, por estar em menor número. #InvasãoPituaço45

Existem outras, muitas outras, mensagens convocatórias que não foram transcritas aqui por serem ainda mais apelativas. Outro dado grave é que os dementes partem de uma premissa absolutamente falsa. Qual seja. A de que a torcida tricolor tem lotado os estádios. No último BA x Vi, para ficarmos em um exemplo, eles tinham direito a 90% do total de lugares. No entanto, compraram menos de 30 mil, deixando sobrar mais de 10 mil ingressos. Isto em uma final de campeonato. Se formos analisar os números friamente, o Vitória teve mais público pagante na Copa do Nordeste e praticamente igual no baianão, excetuando-se os BA x Vi, que não podem ser computados igualitariamente, já que existiram dois com mando do Bahia.

Ressalte-se ainda que não há nos últimos anos nenhuma supremacia digna de nota no que se refere a público pagante que justifique tão cabotina inciativa. Ao contrário. É só conferir os dados nos borderôs das federações.

Porém, a questão é muito mais grave e não pode ser resumida apenas aos números. O problema deve ser debatido é no campo ético. O debate agora não é nem se 90% para uma torcida e 10% para outra é o justo. Mas, sim, que é o combinado. E o combinado num é caro nem barato.

Pessoalmente, sou totalmente contra esta divisão. Inclusive, não sei onde estavam estes que agora pregam a inescrupulosa invasão quando se cogitou fortemente na imprensa e em outros setores a imbecil idéia da torcida única, mas sei que eu estava do outro lado da trincheira, participando de uma campanha conjunta com o pessoal do BBMP para reverter a estupidez.

Aliás, cabe registrar e louvar a atitude de, entre outros, dois tricolores que participam do mesmo BBMP, Cássio Melo e Fábio Domingues. Sem temer a patrulha, fizeram questão de, lutando contra a corrente, se posicionar condenando a horrenda ação.

Fabio Domingues ‏@fpadomingues  8 h

Parem com essa ideia estúpida de #InvasaoPituaco45. É futebol, não guerra. Respeito acima de tudo.

 

Cássio Melo ‏@CassioCMMelo  9 h

Institucionalizar ou incentivar uma “invasão” da torcida do Bahia a Pituaçu é errado. E pode dar problema, eu evitaria isso.

 

Institucionalização do incentivo. Creio que aí é que reside uma questão bem mais grave. Que torcedores apaixonados cometam deslizes, ainda pode-se tentar compreender, mesmo que não seja justificável ou aceitável. Porém, o que é completamente inadmissível é a “institucionalização” do incentivo a um processo macabro destes.

E é, infelizmente, o que está ocorrendo na direção do Bahia. Fiz questão de conferir o noticiário relativo ao primeiro Ba x VI do ano, em fevereiro. Na ocasião, a direção do Bahia, de modo correto, informou apenas os pontos de vendas para a torcida tricolor. Agora, porém, de modo sorrateiro, diz que os tricolores terão direito a apenas 10% por cento, mas fazem questão de divulgar no site oficial todos os pontos de venda para a torcida do Vitória.

Neste grave momento, o mínimo que se esperaria da direção de um clube em que a torcida está prestes a cometer uma insanidade era a reprovação formal do ato. Porém, além do silêncio, a direção do Bahia ainda faz este incentivo sorrateiro.

Não estou aqui para ensinar nada à direção tricolor, eles sabem o que deve ser melhor para os seus. Só opino mostrando esta terrível incongruência porque tal ato é extremamente grave e envolve a torcida Rubro-Negra. E também porque acredito que ainda dá tempo de evitar o pior, suspendendo definitivamente este flerte com a infâmia.

 

P.S Sou um crítico implacável da direção do Vitória, especialmente pela falta de democracia, transparência e profissionalismo, entre outras questões relevantes. Contudo, não seria ético de minha parte deixar de registrar que a atitude do presidente Carlos Falcão neste episódio foi a correta.

 

ATUALIZAÇAO: Finalmente e felizmente, a direção do Bahia lançou nota pública se posicionando de modo  contrário à campanha insana de invasão do espaço destinado á torcida do Vitória. 

Porém, a direção tricolor tervigersa. Deveria ter feito um mea culpa por ter incentivado de forma sorrateira a estupidez ao publicar os endereços dos pontos de venda destinados à torcida do Vitória.

Além disso, dizem lamentar que não tenha existido a divisão 60% a 40%. Ora, isto teria que ser combinado no início do campeonato, não no afogadilho, com o Vitória já com a vantagem e numa proposta indecorosa, não do Bahia, mas sim dos que administram (?) a Arena Fonte Nova. 

Anúncios

19 Respostas to “FLERTANDO COM A INFÂMIA”

  1. Reblew Says:

    Perfeito!
    Onde assino?

  2. Paulo Gomes Says:

    Entendo sua preocupação. Mas, o seu raciocínio, como o do próprio presidente do Vitória e da TUI, é incentivar o TERROR, como se a maioria da torcida do Bahia fosse uma horda de desordeiros pronta para uma sangrenta batalha fora de campo.

    O incentivo à violência (se é que existe o incentivo) é fruto sempre de uma mesma minoria de delinquentes das torcidas organizadas que se matam dentro e fora dos estádios.

    Raciocínio muito parecido com os Black Blocs, no que tange a macular a pura e democrática manifestação das ruas por conta da atitude de imbecis encapuzados, afastando os verdadeiros manifestantes da mobilização.

    Essa retórica tenta afastar do estádio de Pituaçu e da grande final, os simples torcedores tricolores, pais e mães de família, que querem e tem o direito de assistir o BAVI independente de segregações, pois irão na bilheteria e comprarão ingressos.

    Isso é querer afastar o exercício da democracia que inclusive está implícita quando uma torcida empolgada com o seu time tentará assistir um jogo ao qual tem direito.

    Desafio qualquer pessoa a trazer-me alguma linha do estatuto do torcedor ou dos regimentos da CBF que impeçam a minha pessoa de chegar em qualquer bilheteria e adquirir um ingresso para assistir um jogo.

    Não invadirei Pituaçu, entrarei pela porta da frente, respeitando a ordem, como qualquer torcedor.

    • Franciel Says:

      Caro Paulo Gomes, beleza?
      Desculpe-me, mas creio que sua argumentação é típica daqueles que querem imputar a culpa à vítima. Quem lançou a insidiosa campanha não foi a direção do Vitória – e muito menos eu. Jamais tentaria afastar os torcedores tricolores do estádio. Ao contrário. Creio que deva existir uma divisão espacial melhor, conforme deixei claro na luta contra a imbecilidade da torcida única.
      Outro ponto. Quem estar fazendo a estupidez não é a minoria de organziadas, não. Por prudência, não coloquei nomes, mas saiba, a tal campanha é feita majoritariamente pro sócios e tem até conselheiros do seu clube.
      E mais. Sua diretoria faz um papel dissimulado, conforme mostrei, publicando no site OFICIAL os pontos de venda do ingressos destinados ao Vitória.

      Menos, amigo, menos. Não coloque sua paixão clubistica acima da razão.

      Em relação ao estatuto do torcedor (que tá errado ao colocar esta divisão estúpida de 90% a 10%) não há nada que proíba. Inclusive, nos dois Ba x Vis na Fonte vi vários torcedores do Vitória indo ver o jogo no espaço destinado ao Bahia poque a torcida do Vitória não tinha mais ingresso. Porém, não houve nenhum tipo de provocação deliberada nem acirramentos de ânimos. Vestiram uma camisa branca ou vermelha e lá foram.

      É Isso. Tente refletir sem a paixão clubística.

      Saudações Rubro-negras, pacíficas e democráticas.

  3. JSantys Says:

    Caro Franciel, acredito que a insanidade tomou conta do mundo. as pessoas não pensam mais no que pode acontecer e sim no que eu quero fazer. Sou tricolor e totalmente contra essa ação com certeza como dizia minha suadosa vó, vai dá m….
    Nota-se no texto que quando trata-se de seriedade a paixão clubistica fica de lado e respeito a agremiação(Bahia) existe.

  4. Marcos André Guimarães Says:

    O mais grave que eu acho é a direção do Bahia não se posicionar contra isso. Como quem cala consente como se diz na rua, quer dizer que eles concordam. A prova disso é que divulgaram os pontos de venda do ECV. Profundamente lamentável.

  5. Robertinho Says:

    Isso vai dar problema!

  6. Nailton Jorge Says:

    Pode ir torcidinha medíocre que vive do passado de estádio cheio!!! Vocês só querem ir ao estádio com 90% de chances de titulo.
    Mas vou estar lá esperando vocês, entrem mesmo, fiquem do nosso lado. Que o Brasil presenciará uma das maiores batalhas sangrentas dentro de arquibancadas…
    Estão pensando que a nossa torcida é idiota… se preparem!!

    SRN

    • Gabriel Ferreira Says:

      O tipo de gente que gera o comentário acima é tão culpado por uma possível confusão quanto o que invade a área destinada ao clube mandante.

      Sou tricolor, não apóio o movimento de invasão, mas tenho consciência de que, se houver, por parte de alguns, não é a pancadaria, incitada pelo senhor do comentário, que vai resolver o problema aqui.

      Mais respeito em nossos estádios. Pais e família e crianças não merecem assistir cenas de barbárie, sejam elas contra quem for

    • Franciel Says:

      Meu velho, este tipo de bravata não ajuda em nada. Menos, bem menos.

  7. Leonardo Teixeira Says:

    Amigos, enquanto estivermos aqui, atrás dos computadores e de hashtags, discutindo ética e legislação, será muito fácil se chegar a um resultado minimamente pacífico.

    Eu quero ver é dentro do estádio, com os ânimos exaltados, quando hipoteticamente (isola, bate na madeira) o Vitória tomar um gol e as “provocações se iniciarem”. Aí o terreno fica muito mais ardiloso e é em cenários como esse que as merdas acontecem.

    A idéia já nasce errada por si só, ao querer “na esperteza” burlar o que foi previamente estabelecido e o que foi respeitado na íntegra no último jogo. O erro se agrava quando a diretoria do Jahia se omite ou, pior, sugere apoio ao “movimento”. E termina de piorar com a inércia, até o momento, da PM em se posicionar sobre a polêmica.

    Fato é que a TUI já anunciou que pretende mudar o seu lugar no estádio, indo pro local onde os supostos “invasores” se posicionariam…

    É, amigos… Se isso continuar do jeito que está, eu afirmo sem medo de errar que VAI DAR MERDA!!!

    p.s.: Nunca vi uma argumentação tão rasa, parcial e (até) infantil quando a do Sr. Paulo Gomes. “Pais e mães de família, que querem e tem o direito de assistir o BAVI independente de segregações, pois irão na bilheteria e comprarão ingressos (sic).”

    kkkkkkkkkkkkkkk… É pra rir?

  8. Nailton Jorge Says:

    Gabriel Ferreira…
    Aprendi desde de cedo uma frase “Quem procura acha!!!” , cumprimos o acordado previamente, fomos a tal da arena, entramos com a quantidade a nós destinada e não fomos para o lado do rival, desdenhar, inflamar ou criar qualquer tipo de problema. Fomos pacificamente, assistimos, sofremos e nos revoltamos com o resultado. Temos SIM a chance de reverter o resultado, como em outrora… e vamos fazer!!
    Agora, me vem uma torcidinha de M…. procurar tumultuar o lado destinado ao torcedores do ECV e você quer que eu seja “Politicamente corretos??”…
    Meu caro, vai dar problema mesmo, podem se preparar… se acham que vão ser campeão, vocês tem todo o direito… mas não de invadir a parte que nos cabe, pois se isso acontecer, pode ter certeza que vai sair no fantástico!!!kkk

    Por outro lado, espero que isso não aconteça, pois sei que lá estarão famílias e etc.
    Mas que cada um respeite seu espaço, ocupem da melhor maneira possível!!

  9. TICCO Says:

    Só uma pergunta? Meu primo é vitória,sua esposa é Bahia, dos dois filhos (7 e 10 anos) cada um torce para um time.. Quer dizer q eles (os pais) não devem levar seu filhos a pituaço? Quer dizer que a esposa de meu primo vai apanhar por acompanhar o seu marido e filhos no estádio?

    PLUS:
    Eles vão em todas os bavis e sempre compram ingresso para o time mandante….Uma família linda, feliz e que a diferença de clube não os separa, os une….

    E aí a violência merece prosperar?

    Sou torcedor do Bahia e lhe digo que já fui muitas vezes p o Barradão e assistir na torcida mandante, nunca a mim foi dito nada….

    Espero que a violência fique longe domingo..
    Afinal, param para pensar: quem perde com isso?

    1 – o vitória que poderá perder mando de campo e levar multa;
    2 – o vitória, pois qual empresa investirá em um clube que “apoia” a violência?
    3 – espetáculo;
    4 – o BAVI,l pois há uma marca atrelada ao clássico;

    NO FIM DAS CONTAS BATER UNS AOS OUTROS NÃO TRARÁ nada, nada mesmo DE BOM A NINGUÉM…

    • Marcos André Guimarães Says:

      Amigo.

      Do jeito que está o futebol, é mais jogo o seu primo comprar o ingresso mais caro e ir para as cadeiras. Como ele é vitória então ele vai com a camisa do time e a esposa vai a paisana, eles não terão problema algum. O problema é que a sua torcida é que está criando confusão a toa. Aliás, o pensamento seria o mesmo se fosse o contrário por que do mesmo jeito que a Tui é problemática, a Bamor também é.

    • Nailton Jorge Says:

      O que vc citou são coisas diferentes!! Conheço pessoas que também fazem isso, mas de uma forma civilizada, ordeira, sentam e curtem o jogo de maneira tranquila, que os torcedores adversários nem percebem. Mas não um bando de torcedores desordeiros que não estão preocupados com segurança nenhuma e de ninguém, querendo tumultuar o lado destinado ao adversário. Isto sim é absurdo!!!

      Vamos analisar a razão e deixar de lado a emoção!!

      Vou te dizer uma coisa, vou para o lado destinado há minha torcida e não acho justo ter rivais ao meu lado, tendenciados ao problema.

      SRN

  10. Léo Negaum Says:

    Não importa os motivos da guerra, a paz ainda é mais importante…(Erasmo Carlos)

  11. marciomelo Says:

    Acho engraçado o time de itinga fazer enxame agora, no primeiro jogo porque não proporam logo a divisão das torcidas em 60 / 40? Agora é fácil dizer que é pouco.

    Foi pouco pra gente também no primeiro jogo.

    • Franciel Says:

      Márcio, isto deveria ter sido proposto antes de começar o campeonato. Falar isto quando um time tá com vantagem de ter maior parte da torcida no jogo final, é coisa de João Sem Braço.

  12. Anrafel Says:

    A verdade é que aquela imagem, comprovada pelos fatos majoritários, de convivência pacífica e gozações em tom de alegria e respeito entre tricolores e rubro-negros está indo para o saco, Os desordeiros uniformizados dos dois times são cada vez mais atuantes, como sói acontecer com as minorias radicais, estão ditando o tom do relacionamento entre as torcidas. Cá, como lá, são os black-burrocs do processo.

    E o terreno é fértil para esse clima prosperar, já que contribuem indiretamente (às vezes, nem tão indiretamente assim) a omissão das diretorias, dos jogadores (eles, claro, tem que se manifestar contra isso, por que não?), a falta de ações de inteligência e repressão por parte da polícia e a absoluta pusilanimidade da imprensa (dessa aí, não dá pra esperar mesmo nada).

    É uma pena que esteja acontecendo isso e que, com certeza, só tenda a piorar. Um jogo de futebol, um BaVi, seja ele na Fonte no Barradão ou em Pituaçu, é um grande espetáculo, algo de encher os olhos, literalmente. Às vezes, até momentos de bom futebol são percebidos. Mas está ficando mais uma disputa entre rivais frequentemente irracionais do que a medição de forças entre profissionais do nosso esporte predileto.

  13. Teresa Ribeiro Says:

    Parabéns, Franciel. Torcedor que só comparece quando o time “tá por cima” não merece esse nome. E a torcida ´deles´ já mostrou que é desse quilate. E – não se iludam – a direção, também.
    #EU VOU!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: