Chorar aos pés do caboclo ou reclamar ao bispo Sardinha

Por Marcelo Torres*

Aqui da capital federal, olhando para o fuzuê que acontece lá na primeira capital, vou puxar a brasa para a minha Bahia, ou melhor, vou puxar Brasília para a minha sardinha.

Foi o treinador Joel Santana, o dito Papai Joel, quem botou o apelido de “Sardinha” no Bahia. Portanto, o apelido não é de minha autoria, mas sim de um ex-funcionário deles.

Certa feita, entrevistado no SporTV, ao lhe perguntarem se treinaria o Bahia, ele respondeu: “Não, eu não quero Sardinha. Quero treinar time grande. Sardinha não!”

Depois disso, veja só que beleza de Creuza: ele foi contratado duas vezes para treinar a Sardinha, ou melhor, o Baêa. Por isso, o nome do clube ficou este: “Sardinha”.

E lá vou eu gritando assim: “Bora, Sardinha, minha porrinha”. Posso também suplicar: “Devolvam minha Sardinha”. Ou assim: “Sardinha pouca, meu Leão primeiro”.

Tricolores fazem romaria até o Campo Grande para chorar aos pés do caboclo. Deveriam reclamar ao bispo, digo aos pés do monumento ao primeiro bispo do Brasil.

Dom Pero Sardinha foi o primeiro bispo do Brasil. Foi devorado pelos índios caetés, quando o barco naufragou no litoral de Alagoas, em 1556.

Tornava-se, assim, a primeira sardinha comida, degustada, deglutida, devorada por estas bandas. A desgraçada ironia é que o bispo devorado nascera em Évora, Portugal.

Évora, a cidade onde há uma capela construída apenas com ossos, e em cuja entrada está escrito o seguinte: “Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos”.

Voltando ao bispo, reza a lenda que, enquanto era comido, Sardinha xingava os índios: “Seus canibais! Seus animais!” E os índios se animavam mais ainda.

Então, viva seu Oswald de Andrade, que em Piratininga, 374 anos após a degustação do bispo Sardinha, escreveu o Manifesto Antropofágico.

E mais: 443 anos após a deglutição de Sardinha, Ivete Sangalo, que é fiel torcedora do Vitória, fez uma música que dizia: “sonhava com um índio que me desse alegria”.

E esse índio apareceu no Vitória, um atacante chamado Índio, um cruel canibal que fez um caminhão de gols no Bahia, em especial no último Ba-Vi da velha Fonte Nova.

Pois o monumento ao bispo Sardinha fica ali no Pelourinho. E já que eles não vão, eu vou lá reclamar ao bispo: “Devolva minha Sardinha”. “Devolva meu rival”.

Rindo cá, dá vontade de dizer a eles: “Cadê Osório Vilas Boas? Chamem o Osório! Por onde aquele pecador confesso? Acaso estará comprando títulos no inferno?”

Osório morreu, e deixou o livro “Futebol: paixão e catimba”, no qual conta “façanhas”, que deixariam Marcelo Pai e Marcelo Filho no chinelo.

E cadê o macumbeiro-mor Lourinho, meu Senhor do Bonfim, onde está que não responde? Em que beco, em que encruzilhada, em que trave ele se esconde?

E por que não chamam Paulo Maracajá? Aquele, sim, é que foi presidente! Com ele, o Baêa ganhou a Copa União de 88. Ele virava a mesa e pronto! Morreu Maria Preá!

Chamem Lourinho, e aquele anãozinho, e também Paulo Maracajá! Chamem logo, pois a Série B já gritou para a Série A: “Devolva meu Baêa” ( Baêa é com B = Série B).

E o que fazer com Tiririca pai, o Tiriricão? E o que fazer com este Tiririca Júnior, o Tiririquinha? Perto de Maracajá e Osório, os Tiriricas não passam de dois palhaços.

Nada de ir chorar aos pés do caboclo. Eu vou reclamar ao bispo lá no Pelô. Devolva meu Osório! Devolva meu Maracajá! Devolva a porrinha da minha Sardinha!

* É jornalista e Rubro-Negro. 

Anúncios

9 Respostas to “Chorar aos pés do caboclo ou reclamar ao bispo Sardinha”

  1. Leonardo Fonseca Says:

    Massa!

  2. Mateus Borba Says:

    Li num tapa, ri no outro! hahahahahaha

  3. 5ubz3r0 Says:

    KKKKKKKK….d+,só falta relatar a REVOLTA DAS CAXIROLAS…KKKKKK

  4. anonimo Says:

    VOÇES TEM MEDO DE PUBLICAR OS MEUS COMENTARIOS A RESPEITO DO VICE? ISSO E MEDO OU QUEREM TAPAR O SOL COM A PENEIRA? TO)MEM VERGONHA E ACEITEM A REALIDADE DOS FASTOS. GANHAR O INESPRESSIVO CAMPEONATO BAHIANO NÃO E MERITO PARA OS DOI UNICOS TIMPES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL DA BAHIA MESPORTE CLUBE BAHIA E ESPORTE CLUBE VITORIA. OS O)UTROS NÃO PASSA DO MAIS PURO AMADORISMO, VISTO QUE QUANDO ENFRENTAMOS OS SAL E OS LUVER, NÃO CONSEGUIMOS PASSAR POR ESTES DESCONHECIDOS TIMES QUE COSTUMAM ASSOMBRAR OS CHAMADOS TIMES DE ELITE. HAJA OS SANTOS ANDRES OS PAULISTAS DE JUNDIAI OS CRICIUMAS E POR AI VAI. EU PERGUNTO, AONDE ESTÃO ESTES TIMES? NEM DE DIVISOES PARTICIPAM E QUANDO ENFRENTAM OS TIMES DITOS ELETIZADOS FAZEM A FE$STA. MEUS CAROS FUTEBO)L JOGA SE COM ONZE E NÃO MSIMPLESM<ENTE COM O NOME AJA VISTA BOCA E CORINTHIANS, PENSEM NISSO CARO TORCEDORES, NÃO SE$ ILUDAM COM SEUS TIMES POIS ELES NA VERDADE# SÃO O)NZE CONTRA ONZE, COMO DIOZIA O LENDARIO GENTIL CARDOSO TREINO E TRREINO JOGO E JOGO.

  5. FERREIRAO Says:

    O presidente do time é Portela
    Quem se classificou foi o Salgueiro
    E quem entrou foi a Mangueira…

    Chupa, timinho da Via Regional

  6. Airthon Nascimento Says:

    Mesmo papinho de sempre sobre Osório. Me diga aí de quais pecados ele é pecador confesso. Se quiser passo o link do PDF do tal do livro e fico no aguardo da resposta. Tu estás mentindo?

    E sardinha é um apelido que só um time sem graça como o Vitória colocaria no rival. Reparem e me digam se não é.

  7. Canijah de Moreré Says:

    Rapaz, estava me raciocinando todo para entender essa antropofagia ancestral relacionada ao futebol baiano. Não à toa migrei da cidade Maravilhosa para a zona da mata alagoana e alí passar alguns anos da minha infância ao lado da minha vó, uma descendente caeté, da cidade de Anadia, vizinha a terra de Graciliano Ramos e Heloísa Helena, em Alagoas. Nunca me esqueço quando ela me pedia para comer sardinha, e respondia dizendo que detestava sardinha. Ela era rubro-negra, torcedora do Flamento, meu ex clube. Vim morar na boa terra sendo premiado com um título estadual por um dos meus ídolos da época, Bigu. Não deu outra: arranquei o escudo sem tirar a camisa e coloquei outro no lugar. Foi a partir daí que eu comecei entender que a minha vó caeté tava certa: comer sardinha faz bem a saúde.

  8. anonimo Says:

    CANJICA VOCE EUM GRANDE IDIOTA< NÃO SABE O QUE E FUTEBOL, AGORA VOCES VÃO NO BR 13 SE PREPARE PARA LEVAR UM SACO DE GOLS DO COLORADO< O CAMPEONATO BAHIANO E COMO UM TORNEIO DE$ VARZEA, QUANDO EXISTIA TIMES DE$ VERDADE O BAHIA FEZ A FESTA. AGORA APROVETEM BEM O VARZEANO CAMPEONATO BAHIANO PARA NO BRASILEIRÃO TOMAR GOLEADAS E CUIDADO COM O SAL PORQUE QUANDO A MANGUEIRA ENTRAR VOCES VÃOP ADORAR. ADÍOS GRINGOS ATÉ LÁ VISTA.

  9. Anrafel Says:

    Esta veio para ficar: “O que foi que a Série B disse para a Série A? ‘Devolva o meu Bahêa!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: