Uma questão (de inversão) de prioridades

Uma questão de (inversão de) prioridades

Na última quinta-feira, escrevi um texto, especialmente para o brioso FUTEBOL BAHIANO, sobre Os Arautos da Estupidez que comandam o ludopédio na província sob a égide da burrice.

Ao rabiscar as prosopopéias, já antevia as polêmicas. Exatamente por isso, antes de adentrar no tema específico (o secular desprezo às divisões de base),  fiz questão de alertar os incautos que seria um artigo destinado à reflexão – e não para a galhofa.

Porém, de (quase) nada adiantou. Fui presenteado com infinitos elogios. Só não me chamaram de santo. Mas, tudo dentro do script. Afinal, é do jogo que as rivalidades estejam sempre à flor da pele. E, francamente, xingamento de anônimo é de uma altivez que a única resposta possível é o silêncio.

Só não pude me calar, no entanto,  para uma outra mensagem, também anônima, pretensamente analítica, mas que resvalava na leviandade e na incorreção.

Primeiros, vamos as aspas. Depois responderei.

Anônimo disse…

Porque perdeu da maneira q foi a solução recai sobre a base.

 

A base não é a solução. E sim, uma alternativa, uma boa alternativa, mas sempre mesclando com os mais experientes. Essa sempre foi a fórmula. Usar somente a base, em qualquer time do mundo, não ganha nada no quesito profissional.

 

Quem da base é mais seguro que Deola?

 

E Nino? Quantos já tentaram?

 

Os zagueiros da base, o mais promissor, foi incompetência deixa-lo livre, Dankler.

Gabriel estava lá. Victor Ramos que foi e voltou, foi o último a chegar, estava se condicionando. Nenhum outro garoto chegaria nesse inicio de temporada como titular, há etapas a cumprir.

 

Os laterais Mansur, Dimas,Iuri, etc, cansam de ter oportunidade, alguns foram emprestados pois jamais conseguiram a confiança de jogar o “próximo jogo”.

 

Volantes se fala muito em gabriel Soares, o proprio treinador o elogia muito e vem relacionando. Mas volante não é nosso ponto fraco. Quem não gostou da contratação de Luiz Alberto? Neto Coruja está voltando de lesão, seria o outro titular. Michel (titular no ultimo ano) e Mancha (o primeiro reserva) têm bom histórico no clube, se nao, tinham saído. De todos os volantes o pior (e muito pior) pe Fernando Bob, que tentamos acordo para devolver e não consegimos (ficará até o fim do contrato, que se aproxima, em maio). Cáceres jogaria e tem futebol para isso, mas neste jogo o Treinador optou por escalar o bom Maxi (que fez gol e deu conta do recado lá na frente), no intuito de ser um time mais ofensivo.

 

Dai pra frente não precisa entrar em detalhes. Dinei entrou bem, creio que fará uma boa temporada.

 

Escudero e Renato Cajá possuem 99% de aprovação da torcida.

 

Marcelo Nicácio é como Neto baiano, pode fazer gols e mais gols, jamais seria unanimidade, é grosso, Lúcio Maranhão talvez tenha sido a pior decepção do ano (pois fez muitos gols em 2012 e este ano está devendo tudo).

 

Willie (que tem tudo para brigar por posição) recupera-se de uma cirurgia no coração. Arthur Maia saiu pra ganhar moral e não ser queimado devido as oscilações.

 

Alan Pinheiro terá sua oportunidade, assim como gabriel Soeres, é sempre elogiado e figura pelo banco.

 

 

Perdemos, jogamos mal e pronto.

Nao confio neste treinador, mas o elenco está sendo bem montado.

 

Todos sabem qausi são as carências e não é a base que será solução desta vez.

 

Confia em Mansur ou Iuri na lateral? Josué e Cayton seria a zaga?

Paciência.

 

SRN”.

Ufa.

Percebam que o texto já começa com a seguinte  leviandade.  “Porque perdeu da maneira q foi a solução recai sobre a base”.

Em nenhum momento no referido texto pode se fazer tal ilação. O que escrevi foi sobre o desleixo das diretorias de Bahia e do Vitória em relação às respectivas divisões de Base.

Se antes de fazer  tal assertiva, o cidadão ou cidadã que preferiu o anonimato tivesse o cuidado de ler algum texto, veria que sempre fiz a defesa da divisão de base (e não é algo apenas porque o Vitória foi eliminado de goleada em casa). E faço a defesa da base não como a panacéia para todos os males, mas sim como um caminho, um dos poucos, para os times periféricos, como os nossos.

Num texto de 2011, repetindo, de 2011, sob o título Base para a Glória, larguei as seguintes prosopopéias. “É óbvio que a simples utilização de jogadores da base não é garantia de sucesso, mas o abandono da base é a certeza do fracasso”.

Pois muito bem. Digo, pois muito mal. Na sequência, o cidadão faz diversas confusões.  Farei um resumo para não cansar o injuriado leitor.

Novas aspas. “Os laterais Mansur, Dimas,Iuri, etc, cansam de ter oportunidade, alguns foram emprestados pois jamais conseguiram a confiança de jogar o “próximo jogo””.

A questão é que os meninos não precisam apenas de oportunidade, mas sim de oportunidade e  sequência. Outra coisa é que eles não cansaram de ter oportunidade. Dimas estava tendo chance, vinha bem e saiu. Iuri praticamente nem foi testado  e Mansur não é nem cria da base Rubro-negra.

Mais adiante o tropeço argumentativo é ainda maior. Aspas. “Michel (titular no ultimo ano) e Mancha (o primeiro reserva) têm bom histórico no clube, se nao, tinham saído”.

Como assim Michele  Mancha têm bom histórico no Clube, cara pálida? E outra. Se ele não tivesse, já teriam mesmo saído? Como você pode afirmar isso? O histórico de desmantelos da diretoria não lhe dá esta garantia.

No final, depois da queda, vem o coice. “O elenco está sendo bem montado”.

Esta é uma falácia que tem sido repetida para aplacar a fúria da torcida por conta das infâmias do ano anterior. É fato que temos um bom meio de campo, mas a verdade é que o elenco não está sendo bem montado nada. Como sempre ocorre, a diretoria não teve critério nas contratações. Não trouxe jogadores de referências nem para a zaga nem para o ataque.

Além disso, relegou os meninos da base à condição de coadjuvantes, quando muito.

Agora, pergunto ao sujeito (a), caso ele leia o que escrevo: Desde quando David Braga é melhor do que os meninos da base? E nem vale a desculpa da inexperiência, pois Josué jogou partidas do Brasileirão ano passado. E Olhe que nem gosto tanto assim do futebol dele, acho que Salustiano joga muito mais, coloquei –o apenas como um exemplo de como um jogador da base atual é melhor do que investir em contratações equivocadas, como a de David Braz.

Aliás, para finalizar, repito a questão central. Qual seja. Enquanto a  base é escanteada, gasta-se dinheiro com jogadores de qualidade inferior.

É tudo, portanto, uma questão (de inversão) de prioridades.

Anúncios

4 Respostas to “Uma questão (de inversão) de prioridades”

  1. Canijah de Moreré Says:

    Agora a prosa vai dar caldo! E me arrisco em dizer que Caio Jr (mesmo não gostando dele, também) pode dar variações nos esquemas e Leílson se destacar. Traria também o centroavante do sub-20 como opção enquanto Ariano emagrece e passa a sua experiência aos nossos atacantes até nossa chegada à libertadores. Acho que Caio Jr vai dar uma mudada no conceito de atuação do time e a base vai ser utilizada. Tem Copa do Brasil, baiano e o Brasileirão. Muitas posições precisarão ser recompostas devido aos desgastes naturais do calendário.
    Assim espero:
    Amém!

  2. edgar tolentino rodrigues Says:

    gente, futebol não e só montar time, e achar que vai ganhar todas as competiçoes que disputar, futebol e trabalho a medio e longo prazo e necessario muito trabalho organização, e tambem uma palavrinha magica que se chama sorte.

  3. Daniel Silva Says:

    Perdemos a chance de utilizarmos a divisão de base no nordestão, agora esta vai sofrer ainda mais pela necessidade da conquista do baiano para apagar a péssima campanha na competição passada.
    Caio vai ser colocado a prova no baianão 2013 e não arriscará utilizando a base poís um novo insucesso lhe custará o cargo.
    Nossa defesa é muito frágil e o ataque inconstante e ineficaz em algumas partidas. Não tenho grandes esperanças para 2013 com esta diretoria incompetente.

  4. deni Says:

    Desculpe não falar desse assunto,pois a minha preocupação agora é que como socia torcedora que sou a 5 anos do meu VITORIA, é a minha indignação na reportagem que acabo de ler sobre eleições , no que toca a presença de PC, é o fim do meu programa de socia, pois todos podem esquecer, mais eu estava lá quando PC entregou o meu time na serie C e endividado até os dentes, não faço parte da torcida que quer time campeão independente da situação financeira, não compartilho desse grupo, infelizmente brasileiro se acostumou com corruptos e acha normal os times devendo e serem penhorados seus bens para pagar divida.,e só para lembrar que como eu muitos farão o mesmo, e vamos ver o Time que hoje tem um “certo equilibrio financeiro”, é claro que ainda não é o ideal, mas a situação não é a que este sujeito deixou, é só para lembrar. RUBRO NEGRA COM MUITO AMOR. Outra coisa a imagem dele no Itingão com a bandeira sobre dele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: