OS ARAUTOS DA ESTUPIDEZ*

Aviso aos espíritos de porco de todas as latitudes e cores clubísticas: Se você veio aqui em busca de material para galhofa, favor voltar outro dia. Não há motivos para festa, ora esta, num sei rir à toa. O plantão será rigoroso. Sopa de tamanco.

Sudesb informa: Sai a pilhéria e entra a reflexão. E por falar nela, a reflexão, vamos ouvir um questionamento antigo do pai da matéria, Armaaando Oliiiveeeira. Às aspas, maestro.

Como um povo tão vibrátil, com tanto ritmo nos pés e na cintura, bom de capoeira, melhor de lambada, pôde permanecer tanto tempo no subúrbio do futebol brasileiro, morrendo na praia nos torneios nacionais?”

O próprio heptacampeão da Bola de Ouro esboçava a seguinte resposta na já longínqua década de 1980. Novas e merecidas aspas: “Talvez, admito, devido à nossa postura colonizada, valorização desmedida dos estímulos impostos pelo Sul Maravilha, carência de confiança na prata da casa”.

Touché!!!

Percebam, amigos de infortúnios, que as elucubrações do maior cronista futebolístico desta província ocorreram há mais de 20 anos. Porém, elas continuam mais constrangedoramente atuais do que nunca.

Para que vocês tenham uma idéia de como a história se repete como farsa, lembro que no trágico domingo da peleja entre Vitória x Ceará, nenhum, repetindo em caixa alta, NENHUM jogador da base Rubro-negra que se sagrou campeã do Copa do Brasil começou o jogo como titular.

E por que isto aconteceu?

Alguns desconfiados devem achar que tal desmantelo (que sempre se repete) ocorreu por causa de tenebrosas transações, já que normalmente há inescrupulosos empresários na jogada nos empurrando (lá eles) caminhões de renomados ferros-velhos que já gastaram suas parcas glórias em épocas idas.

Como não sou maledicente, acredito que os cartolas baianos fazem isso não por obscuros interesses financeiros, mas apenas por burrice misturada com aquela secular síndrome de vira-latas. Só pode ser isso.

Afinal, até os radialistas escrotos que não entendem nada de futebol, mas conhecem muito sobre as manhas de achaque e das mumunhas do vil metal, sabem que o investimento na base é o mais rentável sob todos os aspectos.

Ah, mas, derivo. E volto para dizer que a torcida do Bahia não deve ficar rindo da desgraça alheia. A imbecilidade, no caso, é extremamente democrática e atinge não somente a cartolagem leonina.

Para não cansar ainda mais os torcedores, que já estão ressaqueados do Carnaval e das vergonhas na Copa do Nordeste, não farei um histórico dos desmantelos da dupla Ba x VI, mas apenas um, digamos assim, corte epistemológico. Vamos à história a partir de 2011.

Conforme é de conhecimento do Norte e Nordeste de Amaralina, de lá pra cá (aliás, desde sempre) os times principais do Estado têm feito um esforço descomunal para envergonhar suas torcidas. Além da já citada chibança no Nordestão, os tricolores passaram dois anos na Série A com as calças na mão e se desviando, deus sabe como, para não receber na tarrasqueta. Com o Vitória não foi diferente. Apesar de ter o maior orçamento da Série B em 2011 conseguiu ficar fora dos 4 classificados. Já em 2012 subiu graças a critérios de desempate.

Enquanto isso, o que foi que fizeram os garotos da base de lado a lado?

Os do Bahia foram vice-campeões da tradicional Copa São Paulo de Futebol Júnior, inclusive eliminando o Vitória na oitavas. (Vale ressaltar que o time Rubro-Negro na ocasião era até melhor do que o do Bahia).

Pois muito bem, digo, pois muito mal.

Daquele time tricolor que perdeu injustamente a final para o Flamengo também não há nenhum entre os titulares. Some-se a isto o fato de que, neste ano da graça de 2013, o esquadrãozinho era detentor disparado do melhor futebol da mesma Copa S.P. Caiu para o Goiás por uma destas distrações dos deuses que vigiam a justiça no Ludopédio.

Já os Leões da Base também jogam o fino. No já citado ano de 2011, possuía um timaço. Inclusive, não foi à toa que, em 2012, conquistaram a 1ª edição da Copa do Brasil e garantiram vaga na Libertadores da América, entre outros feitos recentes.

O que se depreende deste breve histórico é que aqui, nesta província lambuzada de dendê e de exclusão, temos talentos em profusão nas quatro linhas, mas possuímos também uma corja, uma casta, de incompetentes que nos impede de avançar.

Afinal, apesar das repetidas e desgastadas promessas dos dirigentes que garantem, ano a ano, que vão privilegiar a base, os garotos continuam no ostracismo, sendo obrigados a ser coadjuvantes (quando muito) de velhas putas cansadas de guerra que só vêm para cá embolsar os últimos caraminguás.

Portanto, amigos de infortúnios, a verdade que salva e liberta é uma só: a galhofa, a pilhéria e a rivalidade nos mantém vivos, sim. Porém, se ficarmos apenas nelas e não concentrarmos nossas forças na luta por mudanças urgentes e efetivas em nossos clubes estaremos apenas fazendo o jogo sujo dos que querem que tudo permaneça como está.

E aí, só nos restará repetir ad infinitum o clássico questionamento do menino Armando Oliveira. “Como um povo tão vibrátil, com tanto ritmo nos pés e na cintura, bom de capoeira, melhor de lambada, pôde permanecer tanto tempo no subúrbio do futebol brasileiro, morrendo na praia nos torneios nacionais?”.

* Texto escrito especialmente para o brioso FUTEBOL BAHIANO

Anúncios

8 Respostas to “OS ARAUTOS DA ESTUPIDEZ*”

  1. canijah de moreré Says:

    Meu dileto escriba, acho que esse pensamento pronunciado em suas sábias palavras vem se tornando uma máxima entre aqueles que torcem pelo futebol baiano. Já é sabido entre nós torcedores nordestinos, com os 25 anos da conquista do campeonato brasileiro pela carniça futebol clube, além daquele time de 1989, seguido pelo vice campeonato quatro anos depois pelo Leão, depois aquele timaço de 1999; o Sport em 1987, colocaram o Nordeste em evidência e alguns craques, vindos da base de seus respectivos clubes, vestiram a amarelinha, sendo alguns deles campeões mundiais. Tá na hora de acabar com essa chibança, essa putaria entre os cartolas e dar a torcida um pouco da verdadeira alegria que é o bom futebol. Quantos aplausos receberam a dupla baVi quando fizeram grandes campeonatos, mesmo sem serem campeões?

  2. Haroldo Mattos Says:

    Vinha pensando em como falar isto, que voce escreveu muito melhor do que eu escreveria. Mas ao planejar e estruturar meu pensamento, sempre esbarrei numa verdade não relacionada por vossa senhoria. A cupa não é só do incompetente Alexi, ou do mais incompetente ainda, Marcelo Filho. A torcida dos dois clubes, que se acostumaram a engolir da mídia com matriz no eixo RJ-SP, que o sul-sudeste é o que presta, rubro-negros e tricolores jamais valorizam as promessas da região noredeste e as revelações das bases. Ninguém tem paciencia e todos querem resultados imediatos. Nosso time de 1993, jogou junto praticamente o ano de 1992 todo junto, perdendo a serie B para o Paraná Clube e o baiano de 1993. Mas, havia quem pensasse no clube. Segurou a base do elenco e quase fomos campeões brasileiros. Mas, hoje em dia, só serve para ambos, jogadores que não temos condições de pagar. Eu apostaria R$ 1 Real, que caso o Vitoria ou Bahia trouxesse Osvaldo do Ceará no final de 2011, haveria apenas e únicamente críticas da torcida de quem trouxesse e gozação do rival. Portanto, em ano de eleição, não devemos esperar mais do que estas carretas de jogadores de outras plagas e o estreitamento do espaço para a base nos dois clubes. É disso que a torcida gosta.
    E assim as leões e super-homens continuam levando a vida igual a viados (lá eles!). Apenas gozando com pau do outro.
    Glorias mesmo? Nada para ninguém…..

  3. Dantas de BH Says:

    Parabéns, Franciel, pela maturidade e coerência dessa sua constatação.
    Sou torcedor, sou povão, mas, dentro das minhas limitações, jamais entendi o porque da dupla Bahia e Vitória não tem valorizado as revelações oriundas da base. Veja esses casos mais recentes, Arthur Maia, nunca teve uma sequencia de jogos e o arqueiro (esqueci o nome nesse momento), que saiu da base do ECV direto para a seleção principal boliviana. Pergunto: Qual o problema, porque as nossas revelações da base não podem ir para o time principal? Porque, antes de promoverem para o profissional PRECISAM ganhar experiencia em outros clubes do sul/sudeste? Tostão, Cerezzo, Pelé, Diego, Neymar e tantos outros, não precisaram ser lapidados em outras equipes, porque somente na Bahia isso é necessário?
    O torcedor verdadeiro, precisa estar mais atentos e exigir dos cartolas, atitudes mais profissionais e respeitosa para com os seus empregados, os jogadores.
    Parabenizo novamente pelo texto, que é digno de ser defendido numa tese de doutorado.

    Grande abraço.

  4. Victor Souza Says:

    Só pra constar: http://espn.estadao.com.br/noticia/310781_arthur-maia-comemora-brilho-em-classico-na-estreia-pelo-joinville

  5. carlos leão Says:

    Prezado Franciel,

    Excelente texto.

    A reflexão acerca da dupla baxvi, a respeito da periferia do futebol brasileiro, merecia um comentário lúcido como o seu.

    Acredito que a posição de periferia decorre de fatores culturais, estruturais e de conjuntura.

    De fato, em razão do complexo de vira lata, os torcedores da dupla baxvi comemoram contratações de refugo do eixo como se fossem grandes maravilhas.

    Bahia. Souza/ Zé Roberto/ Cleberson/ Mancini …..

    Vitória. Lúcio Flávio/ David Braz ….

    Mas alguém já prestou atenção na exigência das torcidas locais com os jogadores da base.

    Elkesson foi escurraçado do Vitória !!!!!!!

    Toda essa fúria porque perdeu um lance contra o Bahia de Feira (na fatídica final de 2011) e um gol contra o Vila Nova na estréia da série b em razão do péssimo gramado do Barradão.

    Uéliton era o “culpado” de todas as mazelas do Vitória.

    E assim será com Artur Maia, Willie, Mansur … .

    Já observou qtos. defendem a urgência de contratar um titular para lateral porque Mansur não presta.

    Já observou qtos. defendem a contratação de um goleiro porque Gustavo/ Douglas não fazem sombra a Deola.

    Gustavo e Mansur disputaram torneio pela seleção, foram campeões da categoria e já disputaram jogos pelos profissionais.

    Em qualquer equipe do Brasil, seriam respeitados, mas não no Vitória.

    Até Cardoso improvisado é melhor.

    Pessoalmente, acredito que o futuro do Vitória e do Bahia será marcado pelo equilíbrio.

    A questão é: Que tipo de equilíbrio.

    Se for com os dois próximos aos clubes do eixo RGsul/minas está excelente.

    Mas se for esse equilíbrio de qto. pior melhor é só sofrimento.

  6. Rômulo Says:

    Excelente por lembrar o verdadeiramente insubstituível Armando Oliveira, e por expor as contradições em relação a nossa divisão de base. A despeito de todo orgulho nutrido por elas, na hora do “vamos ver”, os clubes baianos tem desprezado seus talentos em prol de outros jogadores supostamente mais preparados vindos de fora.

  7. edgar tolentino rodrigues Says:

    FESTA DAS FRUTAS CAJÁ PARA UVA UVA PARA CAJA CAJA PARA UVA. DE REPENTE CAI O CAJA SERIA MADURO DEMAIS OU ESTAVAESTRAGADO? A UVA AZEDOU EO CAJA APODRECEU.

  8. Lucas Bonfim Lima Says:

    Olá Franciel tudo bem? Lembra daquela confusão com a PM na torcida do Vitória lá em Pituaço na final do ano passado?

    Preciso da sua ajuda. Naquela tentativa de acalmar os ânimos da PM, os caras me conduziram a delegacia me acusando de desacato e agressão contra eles.

    Vc presenciou o exagero da PM-BA com a torcida. Se for possível gostaria que me ajudasse como testemunha.

    É apenas para confirmar o abuso e o despreparo da PM naquela situação em que o resultado estava definido, nossa torcida estava em menor número e estávamos todos indo embora.

    Estou indo hoje na primeira audiência, pois fui acusado de crime de desacato. Um absurdo, a polícia comete seus exageros e na hora que um cidadão reivindica ele é logo acusadoo de desacato

    Estou pedindo sua ajuda, pq sempre leio seus posts e sei o quanto politizado é e briga pelos direitos do torcedor.

    Lembro que vc era um dos que pediam durante a confusão para a PM não exagerar em suas ações.

    Se vc puder e não for incomodo pra vc, me manda seu e-mail que te envio uma cópia da acusação onde consta o ocorrido.

    Se vc realmente lembrar de alguma coisa e puder me ajudar ficarei muito grato.

    Muito obrigado, aguardo retorno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: