Aqui, contra juiz ladrão, num tem choro. Tem gols

Sim , minha comadre, o sumiço deste rouco e  impoluto locutor, nos últimos dias, tem um motivo justo. Tava na labuta, garantindo umas horas extras, para pagar nossos correspondentes internacionais, que,  até o fim do campeonato, vão se deslocar para acompanhar a maior saga da história do Leão  e do futebol brasileiro ( o que dá no mesmo. 

Sem mais longas nem delongas, fiquem com o excepcional relato de procurador do estado e de confusão, Diogénes Baleeiro. Recebam e distribuam, sem burocracia.

Às aspas.

“O Estádio Independência, que originalmente pertencia ao Estado de Minas Gerais, foi transferido no ano de 1965 ao Sete de Setembro Futebol Clube, adquirido pelo América/MG em 1989 e, nos últimos dois anos, reconstruído pela empresa BWA, que atualmente o administra e recebe 10% da receita líquida com bilheteria dos jogos do Atlético/MG, repassando 10,58% desse valor equitativamente entre o América/MG e o Estado de Minas Gerais, além de 45% de toda a arrecadação, excetuados os jogos do América, para o Clube Atlético Mineiro.

Entendeu alguma coisa?

Então, me explique porque eu não entendi foi porra de nada. Aliás, nem eu nem ninguém aqui nas Minas Gerais, motivo por que atleticanos, americanos e até mesmo cruzeirenses, que aparentemente nada têm a ver com o imbróglio, reivindicam o status de proprietários do único estádio da capital mineira atualmente em condições de receber jogos de futebol profissional.

Acredito que, no fim das contas, quem tem mais motivos para reclamar nessa história toda é o torcedor do América, que tinha um estádio próprio e agora tem que dividi-lo com sei-lá-quem. Mas, como nos ensina o filósofo Raimundo, o Valéra, minoria está aí é para se ferrar mesmo (http://www.youtube.com/watch?v=6yFoHFkvGHw) e eu, seguidor de suas sábias palavras, fui na litigiosa arena no último sábado para ajudar o Leão a manter a escrita que se repete desde 1981 e dar mais uma brocadinha no coelhinho das Alterosas.

Dessa vez, me acompanharam um amigo flamenguista (sim, eles habitam estas terras também) e um torcedor do América (sim, eles existem!), junto com a sua (lá dele) esposa, esta última atleticana, sendo que todos, inclusive o americano, não sei se pelo incompreensível prazer de ser minoria ou pelo fato de que o ingresso era sensivelmente mais barato, resolveram assistir à peleja junto comigo no espaço reservado à torcida do Vitória.

Fato é que o sacripanta não se intimidou com a presença maciça da torcida rubro-negra no estádio e, logo aos 23 do primeiro tempo, já estava comemorando descaradamente o gol de Alessandro, marcado após o atacante dominar a bola com a mão e dar um ippon em Gabriel Paulista. E, pra complicar mais ainda, o sacana do apito, não contente em validar o gol, ainda me inventa de expulsar o nosso regular goleiro Deola.

Ato contínuo, o amigo flamenguista decretou: “É, Diógenes, agora já era”, ao que respondi, na lata: “Você diz isso porque não conhece meu time. No Vitória, quando tudo está dando errado, aí é que a zorra funciona (https://victoriaquaeseratamen.wordpress.com/2012/07/25/2449/)

Nem bem deu tempo de exemplificar o que falei, relatando o ocorrido em todas as outras 15 rodadas do brasileiro. e Pedro Ken me acerta uma bomba de esquerda, empatando o jogo e inflamando as centenas (sim, centenas!) de torcedores do Vitória que invadiram o Independência neste sábado.

Na segunda etapa, contudo, quando Nicácio entrou no lugar de William, confesso ter falado para alguém: “é, meu irmão, com esse aí não tem imprevisibilidade que dê jeito, onde já se viu centroavante que não tem movimentação, não tem presença de área, você vai ver, não vai nem pegar na bola e…”

E aí, como já era esperado, paradoxalmente, o imprevisível aconteceu: o ex-sardinha venceu a zaga do América e mandou a bola pra rede de cabeça de dentro da pequena área. Viramos o jogo e, mais uma vez, tive que viver aquela velha rotina de esperar a kombi levar os americanos embora para que a puliça mineira, cautelosa como sói, liberasse a saída da torcida do Vitória do estádio.

Enfim, mais três pontos na sacola e o acesso à Série A, agora, parece inevitável. Confesso que não me lembro de ter visto o Vitória com um aproveitamento parecido ao atual fora de casa, nem mesmo no nosso fraco campeonato estadual.

Aliás, depois de ontem, acredito que nem há mais dúvidas quanto à solução do imbróglio jurídico referente à propriedade da simpática arena do Horto, a que me referi lá no primeiro parágrafo: nem atleticanos, nem americanos, nem cruzeirenses. Os novos donos do Independência são esses torcedores aqui: http://www.youtube.com/watch?v=WrhpLwIDHc8&feature=plcp

Mas, para que os amigos mineiros não fiquem tristes, informo que lá em Salvador, mais precisamente no aprazível bairro de Pituaçisvisky (vá fazer rima na casa da porra, não na minha), há um estádio em que eles podem se sentir à vontade e fazer a festa sempre que assim desejarem. Ninguém costuma sair de lá com as mãos abanando.

Quanto ao Vitória, espero que o acesso (e quiçá o título) neste ano não nos traga a ilusão de que tudo vai bem, que estamos no caminho certo e que 2013 será só alegria. A vergonhosa campanha que vêm fazendo os times nordestinos na série A é um sinal de que já largaremos em desvantagem no ano que vem e que precisaremos de sérias mudanças para não continuarmos vivendo eternamente essa sina de passageiros de elevador.

Bem verdade, porém, que a hora ainda não é de pensar nisso, mas sim de lotar o Barradão nos próximos jogos, fechar o primeiro turno na liderança, dando mais confiança ainda ao time, que será fundamental para, enfim, garantirmos o acesso.

SRN

Anúncios

18 Respostas to “Aqui, contra juiz ladrão, num tem choro. Tem gols”

  1. Marcio Melo Says:

    Belo texto de Diógenes, pegou a amálgama do locutor rouco e sem cepacol.

  2. Cury Says:

    Belo texto. E vale ressaltar a tirada de perna de Leilson no gol de Pedro Ken, além dos chutes do próprio e de Wilians.
    Abs
    Cury.

  3. Elmo Campos Says:

    Realmente belo texto, só gostaria de lembrar que o erro do xibungo do arbitro que não viu a mão do atacante americano não pode encobrir os erros de Gabriel que tava marcando errado e ainda se jogou pra cavar falta e de Deola que não deveria sair feito louco pra procurar ser expulso do jogo, agora vamos aturar Douglas de novo.

    SRN

  4. Paulão Says:

    É …esse leãozinho baiano fez bonito aqui nas Minas Gerais! Parabéns Diógenes pela brilhante narrativa!!!!

  5. Fredson Bispo / Bi-Campeão Brasileiro Says:

    Queria ver se o resultado fosse adverso se o chororô não estava generalizado pelas bandas de canabrava… Mas falando sério, enquanto o “chororô” for apenas do clube prejudicado na rodada, nada mudará na arbitragem brasileira. Ou os 40 clubes das series A e B chamam a CBF “às falas” ou a arbitragem medíocre do país da Copa continuará a estragar o trabalho dos clubes. Dessa vez vcs se safaram mas e da próxima? Os torcedores de todos os clubes devem se mobilizar por uma arbitragem mais qualificada. Enquanto ficarmos apenas na gozação do clube “chorão”, nada mudará.

  6. Well Barreto Says:

    E salve Pedro Ken, jogando muito! Bora Vitória!!

  7. Duilio Camardelli Says:

    Boa tarde e SRN!!!

    Pela primeira vez, este ano, vi meu CLUBE jogar futebol com determinação e garra. Cumpriram a risca o que PCC pediu.
    Tudo deu certo, até a expulsão do goleiro Deola(foi infeliz em sair desesperado atras do arbitro). No mais é ver amanhã como será, espero não ser surpreendido.
    Muitos não gostam quando se fazem critica, mas é fundamental não ser lagartixa(ficar balançando a cabeça e sacudindo o rabo).
    Amanhã estarei lá.

    MOVIMENTO SOMOS MAIS VITORIA(MSMV)

    SEMPRE VOU QUERER MEU TIME DEMOCRATICO, TRANSPARENTE,PROFISSIONAL E QUE RESPEITE O TORCEDOR, ANTES DE TUDO UM CIDADÃO.

    Abraços.

  8. banditnunes Says:

    Mauricio já disse que não vai , faça sua parte e não vá tb não Duílio precisamos dos 3 pontos amanhã

  9. Haroldo Mattos Says:

    Faz muito tempo muita coisa. Jogar com raça, grupo unido, panelinhas em pause, goleiro de qualidade, zaga firme. 6 vitorias fora de casa e 72% de apoveitamento.
    É hora de fazer-mos nossa parte e mostrar na arquibancada que estamos satisfeitos com a nossa campanha.
    Provavelmente e timeco vem com 11 na pequena área, em um jogo de defesa contra ataque. Teremos dificuldades para furar a muralha mas nada de ficar apreensivos. Acho até, que teremos melhor desempenho com o Joinvile na sexta do que amanhã. 1 a zero para mim é goleada. O que importa são os tres pontos.
    Abraços
    Te Amo Vitória…
    Sempre!
    Haroldo Mattos

  10. Haroldo Mattos Says:

    Convidei o Anderson, mas quem quiser carona para voltar amanhã, pede a Franciele (hehehehe) meu telefone e aí combinamos.
    Moro no cabula e vou só ao jogo.

    Vamos acionar o “Projeto carona Solidária”?????

    Abraços,
    Haroldo Mattos

  11. J Mocota Says:

    Belo texto. O vídeo da torcida agitando em Minas, arrepiou.

    Todos os caminhos levam ao Barradão.

    Rumo a Liderança.

    Avante Leão!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: