Breve ode a um craque eterno

Mais hesitante do que a diretoria do Esporte Clube Vitória, só agora, nesta melancólica e inconsequente manhã de domingo, decidi rabiscar algo sobre Ederaldo, o Gentil que abandonou este vale de lágrimas na noite da última sexta-feira.

Neste interregno, fiquei em obsequioso silêncio por diversos motivos. Primeiro porque, apesar de ter o diploma de jornalista,  já me livrei há tempos de um grave defeito que acomete esta raça de gente ruim: falar sempre sobre o que desconhece. E, na seara musical, ando tão desconfortável quanto um Maluf no campo da probidade.

Além disso, meu amigo Idelber Avelar já havia dito tudo o que importava dizer sobre o referido, nesta bela homenagem.  Não bastasse citar os clássicos e clássicos do poeta, o professor da Universidade de Tulane  proferiu prosopopeias deste quilate aqui, ó. Às aspas. “Ederaldo Gentil nasceu em 07 de setembro de 1943, no Largo 02 de julho, em Salvador, e foi sepultado em 31 de março de 2012. Com estas três datas, você compõe a alegoria. Nascido no dia da nossa independência nominal, epidérmica, no Largo nomeado pelo dia da nossa independência real, conquistada com o sangue dos baianos, ele calhou de morrer na véspera do aniversário do golpe que marca em definitivo a nossa característica mais própria, a desmemória, a amnésia. Até na morte ele inventou alegorias cheias de sentido”.

Para complicar mais ainda, Cláudio Leal, rapaz erudito a quem sempre obedeço, largou a seguinte e educada admoestação: “Deixem de vitimização, ouçam Ederaldo Gentil e não encham o saco!“.  Bom conselho. Como sói, aquiesci e segui. Desde a fatídica noite do dia 30 não faço outra coisa – a não ser escutar Ederaldo. A agulha da radiola já pediu clemência.

Porém, apesar de tudo, não havia como calar. E, mesmo não tendo muita coisa a acrescentar, eu tinha que falar. Afinal, aprendi com o próprio Ederaldo que o pior do silêncio é a agonia. E esta agonia obrigou a me raciocinar todo para escrever algo minimamente original.

Acontece que criatividade aqui é produto escasso. Assim, a primeira coisa que tive vontade de dizer foi o surrado chavão de que a Bahia perdeu Ederaldo Gentil. Mas, nem isso se sustentava – até porque ele não pertencia mais à Bahia – pelo menos não a esta Bahia ordinária onde só as nulidades triunfam.

Como não havia saída, restou-me buscar refúgio nos caminhos do afeto e das afinidades. Ato contínuo, lembrei-me logo que Ederaldo é autor de uma bela homenagem ao meu querido Nordeste de Amaralina ( http://www.sambaderaiz.net/page/2/?s=Nordeste+de+Amaralina ), louvando o delicioso samba chula de Santa Cruz.  Por isso que  Amaralina nunca mais viu a tristeza.

E por falar em alegria: Futebol. E futebol de alto nível. Ederaldo praticou o ludopédio com ninguém menos que o maior centroavante do Vitória e do Brasil (o que dá no mesmo):André Catimba.

E como esta é uma página esportiva, creio que podemos aproveitar o legado do poeta também nesta área. Afinal, Ederaldo, gentil até no nome, com sua delicadeza, deve nos servir de exemplo na luta contra a barbárie que hoje impera no pebolismo.

Amém.

P.S 1 Esta homilia é dedicada à menina Maya Manzi, que traduziu os rabiscos acima assim, sintética e generosamente. Mais aspas, maestro.

Muito bom, meu anjo!

Gostei como você fez o laço entre a ‘Espera’ e o ‘Nordeste de Amaralina’; como você nos transporta da agonia (e da tristeza dessa perda) à alegria, passando pelo afeto do que representa para você a moradia e o jogo. Enfim, foi assim que fez sentido para mim…
E que final perfeito que vem ligar samba, futebol  e afeto, com gentileza e paz … Parabens!
Beijos”.
P.S.2 Pra não dizer que tudo são flores, lembro que a última canção deste LP foi trilha sonora do tiranete acm nos anos 70 http://www.sambaderaiz.net/category/ederaldo-gentil/page/2/
Anúncios

14 Respostas to “Breve ode a um craque eterno”

  1. diego Says:

    nao o conhecia(nem pessoalmente nem musicalmente).ouvi no futebolbahiano.com a música “o ouro e a madeira” e a achei belíssima.
    que vá em paz!
    VV!

  2. Edu Says:

    BROCÔ!!!

  3. janjão de aratuípe Says:

    o “ps”, ou melhor, a publicação do “ps”, revela mais ainda sobre o impulso que move texto… o estado de paixão… ah, o amor! e viva gentil e viva catimba!

  4. diego Says:

    franciel,qdo ouvi “o ouro e madeira” no futebolbahiano,logo qdo a musica começou,tive a sensação de já tê-la escutado antes mesmo sem conhecê-la.ouvi mais duas vezes e achei a referência.será que durval lélis(aquele que até hoje deve música a neto baiano) era fã de ederaldo gentil!?ou seria apenas coincidência!?ou eu estou viajando,rsrs!?
    preste atençao na segunda estrofe dessa música do asa.
    http://letras.terra.com.br/asa-de-aguia/64697/
    e aí!?
    VV!

    • Franciel Says:

      Acho que você pode ter a sensação de já ter escutado a referida canção porque ele é eterna- então seria algo tipo inconsciente coletivo.

      Com relação a durval, digamos que a poética de gentil não é a que lhe interessa. Não vejo relação. Ele e Ederaldo são como água e óleo; Não é possível existir a mistura.

    • Canijah de Moreré Says:

      Coisas do inconsciente coletivo!

  5. Canijah de Moreré Says:

    Franci, que modéstia! Desse sambado você gostcha muitcho! E quando falamos das coisas que gostamos só sai pérolas desse lodo pós moderno. Não à toa que o Puraingresia e o Victoriaquaeseratamen são as suas pérolas nesta fúnebre Bahia, meu nobre escriba!
    Minha mãe falou um pouco da agonia de Gentil. Homem bom que não superou os desatinos da vida.

  6. Silas Lopes Says:

    E agora a gente fica só com o sol inclemente da mídia podre soteropolitana (isso não é duplo pleonasmo, é eufemismo!) e umas cobertas de lã que, como ensinou o sambista, não têm o mínimo efeito sobre o frio que vem da saudade.
    Anda muito fora de moda e contexto ser autêntico, sentimental e sincero, de modo que a arte e a vida do indigitado, certamente, andavam meio sem espaço nesse nosso humilde palco de argruras.
    E manda contabilidade ver o que que tá havendo que eu tô olhando o saldo mensal de patrimônio da empresa e tá faltando um humorista da zorra, uma dos últimos turrões lúcidos do jornalismo, a canela de nino paraíba e, pelo menos, meio quilo de samba bom. Março miserável: num me traz um feriadinho que fosse e inda leva embora essa galera, como se tivesse sobrando gente boa.
    Se eu num tivesse ganhado um sarxVI e nem emplacado artilheiro do país, cogitaria seriamente botar 2012 só com 11 meses, viu, seu moço?!
    Sem querer agorar ninguem, mas podia morrer uns três corruptos, dois cantores de ruins e um ou outro roteirista de zorra total, pra ver se equilibra o baba, né ?! Se continuar assim, a gente vai ter que bater de novo pra escolher o time…

    Abraços,
    Silas Lopes.

    • diego Says:

      silas,vc não é tão chato como me pareceu a primeira vista(lida).já tá com o pé fora na minha lista de chatonildos dos comentários,rsrs!
      VV!

      • diego Says:

        já não te incluo mais entre os pseudônimos de Franciel,hehe!

      • Silas Lopes Says:

        Não se engane, prezado. Outro dia, o Juarez, da Tekpix, mudou de canal porque me viu na tv. Ele ainda comentou: “Afff, esse cara é muito chato…” Em todo caso, bom saber de mais alguém discorda dele. Agora, contando com minha me, acho que são dois.
        A propósito, onse há ‘argrura’, leia-se ‘agrura’.

        Abraços,
        Silas Lopes.

  7. Anrafel Says:

    Silas, meu velho, onde tá o teu sentimento cristão, mormente à véspera de uma Semana Santa?

    Para equilibrar a perda de Chico, Millôr e Ederaldo seria necessário um tsunami do lado de lá, o que não resolveria nada.

    Que mês cruel e mais sem critério este março!

    • Silas Lopes Says:

      Recaída, meu velho. Peço perdão a Deus e à congregação pelos desejos inglórios. São os efeitos da quaresma e – por falar em tsunami – das águas de março que, esse ano, fecharam bem mais que o verão.

      Abraços,
      Silas Lopes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: