Friedenreich lambuzado de dendê

A verdade é uma menina tão traquina que, às vezes, inventa de se esconder nos clichês mais ordinários.  Exemplo. Uma das melhores definições sobre a convicção, a certeza, a fé cega, faca amolada está no seguinte e surrado chavão: “Triste não é mudar de ideia. Triste é não ter ideia para mudar”.

Pois muito bem, amigos de infortúnios , sei que agora uns incautos apressados já estão esfregando as mãos achando que este introito é somente uma forma de capitulação – um modo meio oblíquo que arranjei para renegar, de uma vez por todas, as minhas opiniões e começar a me penitenciar diante do novo candidato a santo e unanimidade no Esporte Clube Vitória: O senhor Euvaldo José de Aguiar Neto.

No entanto, lamento decepcioná-los. Sigo desafiando o coro dos contentes e digo não e nécaras a esta canonização extemporânea. E digo mais. Triste, mas triste mesmo, melancólico até, sintoma de desespero e oportunismo é mudar de ideia com a mesma rapidez que uma, vá lá, Débora Secco troca de calcinha e namorado. Aqui, não, violão.

No entanto, para que não fique parecendo somente birra de menino amarelo, coisa que nunca fui, recorrerei, uma vez mais, à sua majestade: os fatos. A eles.

Primeiro. Neto Baiano completará agora neste 2012 exatos 30 anos. E, mesmo já estando numa idade mais pra lá do que pra cá, seu maior e único título na carreira é um Varelão pelo Vitória em 2009. (Há o registro de que Neto ganhou também o gauchão de 2004. Posso até aquiescer – para que os afoitos não digam que é perseguição –  mesmo sabendo que ele num fez absolutamente nada lá para sair bem na foto).

Alguns podem argumentar, não sem razão, que estou a me apegar ferrenhamente ao passado, pois o que se deve fazer é o tal carpe diem – e,  atualmente, dirão os ufanistas, ele lidera o Prêmio Friendenreich e, pior, ou melhor, supera Lionel Messi em média de gols.

Ok, beleza, porém isto também não me comove – e não porque eu tenha um coração de pedra, mas sim porque guio-me pela prudência, caldo de  galinha e uma porção de história. E, assim, informo aos desavisados que, desde que foi instituído, em 2008, normalmente, nesta época do ano, os líderes da referida premiação são sempre jogadores periféricos, que se aproveitam da fragilidade dos estaduais para confirmar o axioma de Andy Warhol.

Então, vamos novamente recorrer aos fatos, este implacável inimigo dos mitos.

No ano da graça de 2011, vocês sabem quem liderava a premiação em abril? Não? Pois, generoso, não lhes mandarei pesquisar. Entregar-lhes-ei (recebam uma mesóclise nos mamilos, sacanas) a informação de bandeja. O líder na corrida maluca era o glorioso Rafael Oliveira, atacante do Paysandu. Em sua cola, com um gol a menos, estavam dois portentos do Ludopédio de Pindorama: Leandro Cearense, do Cametá, e Lima, do Joinville.

E, para que não diga que estou pegando um fato isolado e sofismando apenas para confirmar a minha tese, informo que no ano anterior, em abril de 2010, o artilheiro do Brasil era o garoto Edmundo, de apenas 40 anos, atacante do Botafogo da Paraíba, que nos traz memórias tristes, iguais às putas de Gabriel Garcia Marquez.

Mas, derivo. E volto para relembrá-los que, em 2009, quem tava lutando pelo cobiçado troféu no início da temporada era ninguém menos do que… Neto Baiano. Ao seu lado, concorrentes de peso, como Gilmar do Náutico, que já havia me feito muito raiva no Vitória, e o inolvidável França, do 4 de julho de pipiripi, do Piauí. (Naquela ocasião, Neto, um atleta exemplarmente  higiênico, foi limpar o rosto do jogador do Vasco com um cuspe. Porém, o tribunal, insensível, aplicou-lhe uma grave suspensão, o que fez com que ele fechasse um acordo com o Vitória e partisse a milhão para o Japão, onde brilharia no rebaixamento do seu time, o  JEF United). Para encerrar esta prosa ruim, destaco que, em 2008, maizomenos nesta época, os líderes do prêmio eram Vandinho, do Avaí, e um tal de Kleber Perneta, que tempos depois veio aqui enojar meu baba e encher os bolsos.

Então, é isso, ouvintes diletos. No entanto, antes que alguns pensem que tento desqualificar o troféu, explico novamente, ao modo de fixação de exercício, que estes disparates ocorrem sempre no início do ano, já que depois o prêmio ficou sempre em boas mãos, digo, bons pés. 2008 – Keirrison (Coritiba); 2009 – Diego Tardelli (Atlético-MG); 2010 – Jonas (Grêmio) e Neymar (Santos) e 2011 – Leandro Damião (Internacional).

Ok, Sêo Françuel, mas o senhor num enxerga nada de bom no nosso centroavante?”, pergunta-me, toda chorosa, a moça do shortinho Gerasamba. E eu, sensibilizado, com o coração meio partido, respondo-lhe: Enxergo, sim, minha Nicole Bahis, do Vale das Pedrinhas..

Seguinte.

Depois de me raciocinar todo, cheguei à conclusão de que Neto, apesar de ter dito já muita besteira, nasceu para vestir o manto Rubro-Negro. É com a camisa do Leão que ele consegue um desempenho acima do razoável. Dos pouco mais de 100 que marcou em sua carreira, exatos 62 foram no Vitória. E neste ano sua média, depois dos 4 gols contra o Juazeirense, na última quarta-feira, dia 21, atingiu um patamar muto bom.

Então, foi exatamente por isso que comecei o texto falando sobre a capacidade de mudar de ideia. Em certo sentido, talvez até mais forte simbolicamente, eu mudei. Antes, defendia que a Camisa que já foi de Ricky e Aristizabal, por exemplo, não lhe caia bem. Agora, apesar de achar que ele continua fraco tecnicamente,e às vezes irresponsável disciplinarmente, reconheço que há, sim, uma mágica, uma química, algo indizível que acontece quando Neto veste a nossa 9.

E outra. Ele pode subir ainda mais em meu conceito. Basta também mudar de ideia e compreender que não deve nunca mais, sob nenhuma hipótese, desprezar o Vitória, pois é aqui que o referido pode ser algo mais do que um centroavante esforçado.

Caso isso ocorra, e ele continue brocando no Brasileiro, não relutarei em aplaudi-lo de pé, na arquibancada do Barradão, pois estou sempre lá, e nesta tribuna – até porque não torço para este ou aquele jogador. Torço é para o Vitória. E se o manto continuar a lhe vestir cada vez melhor, direi para o Norte e Nordeste de Amarallina que ele é o nosso Friedenreich lambuzado de dendê.

Aguardemos e oremos.

P.S Ah, sim. Caso vocês queiram conhecer, realmente, um matador que pratica em alto nível e não fica procurando chiada, leiam este TEXTO AQUI, Ó .

De nada.

Anúncios

29 Respostas to “Friedenreich lambuzado de dendê”

  1. J Mocota Says:

    Belo texto Franciel!!!

    Parabéns!!!

    Plac, Plac, Plac…

    A fuleragem da química que você citou é a safadinha que faz a diferença no futebol.

    Que bom que a química de Neto Artilheiro Baiano bateu com a do Vitória e…

    GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL!!!

    Avante Leão!!!

  2. Marcelo Palmeira Says:

    Como o futebol é ingrato, um perneta que nem o Neto, com quase toda certeza vai tirar do livro das façanhas futebolistica um craque como Claudio Adão.

  3. pedro Says:

    Onde eu assino?

  4. Silas Lopes Says:

    Tirando a ingratidão em falar mal de Gilmacher, a troca da paradisíaca Piripiri – PI, pelo refrão aliterado do funk carioca e o excesso de ceticismo, a razão, essa indolente, é sua.

    O problema vai neste último. Vassily não era metade do atirador que os filmes e rifles dizem que ele era e nem Vanderson era metade do volante que a gente dizia ser.

    O problema é que o povo precisa de heróis, caro locutor, especialmente em tempos de crise.

    Mas talvez eu seja o último romântico.

    Abraços,
    Silas Lopes.

  5. Lionel Leal Says:

    É claro e evidente que Neto conhece muito de bola. Basta ver que ele apontou como o melhor jogador do atual elenco rubro negro ninguém mais ninguém menos que RILDO.

  6. Brocador Says:

    Muito me admira Franciel escrever uma asneira dessa: todo mundo sabe que Debora Secco não usa calcinha, porra!

    …O quê? Vocês não sabem? Só eu aqui comi? Sério???

  7. Anrafel Says:

    Tomei um susto quando li o título. Lambuzado de dendê praquê, pra fritar na bacia?

    Talvez na hora certa.

  8. gabriel Says:

    kkkkkk, tem um cidadão falando sobre Neto Baiano tirar o cartaz de Claudio Adão,kkkkk,é tão facil falar, pra mim Neto ja tirou,quando seu Claudio Adão foi o artilheiro do campeonato Baiano o campeonato tinha 4 turnos com jogos de ida e volta, se o campeonato baiano de 2012 fosse assim, Neto Baiano faria 100gols, ka,ka,ka pra vc.

  9. Cléber Says:

    Amém irmão Françuel!

  10. Mateus Borba Says:

    Amém.

  11. J Mocota Says:

    Mocota assina este comentário:

    “Bom, até concordo que o campeonato baiano é uma baba e que dá para tirar uma vantagem boa da galera de são paulo e rio. Mas, só deles mesmo, pq, assim como o campeonato baiano, o mineiro, o gaúcho e os demais estados tem, como aqui, basicamente 2 grandes clubes. O resto é tudo pereba. Logo, Neto estaria competindo em igualdade de condições com a maioria dos artilheiros que atuam no Brasil. Isso é fato.

    E como vc gosta de fatos, vamos a mais um. Em 2010 Neymar dividiu o prêmio com Jonas devido a marca de 42 gols oficiais. Em 2011, Leandro Damião (tb do campeonato gaúcho – olha a coincidência) levou o caneco com um pouco menos, 38 gols.

    Este ano, nem terminado ainda o campeonato baiano, Neto já tem 21 gols. Digamos que ele atinja a marca de 28 gols até o final do campeonato para quebrar o recorde atual. Se na copa do brasil e na série B ele marcar mais de 10 gols, já será mais do que candidato ao título. Será dele e com folga.

    Ah, só mais um fato para ajudar nas contas. Ano passado, com a campanha bufa que o vitória fez na série B, Neto Baiano marcou 15 vezes. Cinco a mais do que teoricamente precisaria. E isso pq não estou contanto com a copa do brasil…”

    (By Rodrigo – Casa Rubro-Negra)

    Avante Leão!!!

  12. diego Says:

    “que nos traz memórias tristes, iguais às putas de Gabriel Garcia Marquez.”uahuahuahuahuahua!como sempre,se superando!

    ps vc me viu pedindo ontem pra vc escrever sobre o “friedenreich lambuzado de dendê” e meteu(lá ele) logo no título.diga aê se nao foi!?
    VV!

  13. diego Says:

    NB9 facts:
    -entre Pelé e Maradona,Neto Baiano ganha!
    -ser ou nao ser?eis a questao.Neto Baiano.eis a resposta
    -onde o goleiro pisa,jamais nasce grama de novo.onde Neto Baiano pisa,nasce um jardim inteiro
    -Neto Baiano nao chuta à gol.ele maltrata a bola até ela sair correndo
    -se Neto Baiano ainda nao fez um gol em um jogo,é porque o jogo ainda nao acabou
    -se Neto Baiano nunca fez gol no seu time,é porque o seu time nao existe
    -quando Deus fez Pelé,ele assistia aos Vts de Neto Baiano
    -Neto Baiano nao tem dificuldades em dominar a bola.a bola é quem tem dificuldades de fugir de Neto Baiano
    -Neto Baiano nao faz aniversario.faz historia!
    -todos tem atacantes.o ECV tem Neto Baiano
    -o Sportv 3 foi criado só para passar os gols de Neto Baiano
    -domingo no fantastico,Neto Baiano pedirá pra tocar Faroeste Cabloco pra dar tempo de passar todos os seus gols

    só pra descontrair!
    VV!

  14. Silas Lopes Says:

    O sr. se recorde, seu Françuel, que o recém finado chico, antes de partir, deixou gravada a canção das canções, em satírica homenagem. Saiba-se, pois, que Neto Baiano tentará ficar um minuto sem fazer gol pra saudar o descanso do rei dos humoristas do Brasil, que, quando quis cantar o hino de algum time, cantou o do Vitória.
    Uma pena.

    Abraços,
    Silas Lopes.

  15. Teresa Says:

    Salve, Salve, seu França!!!

    Como sempre fantástico!!

    Beijos

  16. Renan Diêgo Says:

    Espero ta errado, mas espera começar a segundona para v tudo voltar ao normal e a cabeça do tal do Neto ser pedida numa bandeja pela torcida, artilheiro caneludo de campeonato baiano não me enche os olhos. Ja devia ter deixado ele ir em bora desde o dia q ele falou q preferia ir jogar nos quintos dos inferno do time japones q ele defendia.

  17. Os covardes também têm o direito de vibrar e amar « Victoria Quae Sera Tamen Says:

    […] muito menos, e por um ídolo menor do que o Friedenreich lambuzado de dendê, eles fazem até camisa só pelo prazer dos […]

  18. Canal ECVitoria » Blog Archive » Os covardes também têm o direito de vibrar e amar Says:

    […] muito menos, e por um ídolo menor do que o Friedenreich lambuzado de dendê, eles fazem até camisa só pelo prazer dos […]

  19. SOFRER TAMBÉM É MERECIMENTO « Victoria Quae Sera Tamen Says:

    […] da estupidez da labuta. Pênalti para o Vitória, expulsão de um jogador da Estrela Solitária e o Friedenreich lambuzado de dendê faz questão de transformar o goleiro Jefferson em […]

  20. Canal ECVitoria » Blog Archive » SOFRER TAMBÉM É MERECIMENTO. Por: Franciel Cruz Says:

    […] da estupidez da labuta. Pênalti para o Vitória, expulsão de um jogador da Estrela Solitária e o Friedenreich lambuzado de dendê faz questão de transformar o goleiro Jefferson em […]

  21. Do jeito que seu NEGO gosta « Victoria Quae Sera Tamen Says:

    […] Aliás, minto. Há. Ele, o homem, o mito, o pentelho,  o artilheiro, o…9caixa alta, maestro)  FRIEDENREICH LAMBUZADO DE DENDÊ. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: