Os males da abstinência futebolística

Eu devia estar contente porque tenho um emprego, sou um dito cidadão (quase) respeitável, embolso algumas merrecas por mês, o Vitória tá brocando e o time de Dias Dávila voltou ao normal.

Mas, talqualmente o velho Raulzito, sou um sujeito chato que num acha isso engraçado e estrago logo a brincadeira com a seguinte advertência aos entusiastas: Debreiem, amigos. É hora de dar um freio nesta alegria desmedida. E faço a referida admoestação não por causa de meu tradicional espírito de porco. Nécaras. O inverso é o verdadeiro. Acredito que este otimismo acrítico obnubila (recebam, hereges, um obnubila pelos mamilos) a visão e o raciocínio até das pessoas mais sensatas e pode causar sérios danos.

Vejam o caso, por exemplo, de meu amigo Ernandes Santos. Nas condições normais de temperatura e pressão, o referido é um homem sério, honesto, pontual e pai de família. Porém, esta maré de euforia está lhe tirando dos eixos.

Como assim? Seguinte. Na peleja de ontem contra o Atlético, ele estava tão empolgado com o time que mudou até seu ar sisudo e ficou pulando que só uma guariba (salve, Jackson do Pandeiro). Pulando e gritando. “Este Ernani joga muito. Ele é demais. Que categoria. Ai,meu Deus!”.

Pois muito bem.

O ponteiro do relógio não marcava nem 20 minutos do segundo tempo e o meu amigo já estava todo buliçoso. E outra. Se o jogo demorasse mais um pouquinho, tenho certeza que Ernandes ia pedir o seu (lá dele) quase xará em casamento.

Deusulivre!!!

Mas,para não deixar a pederastia tomar conta da masculinástica torcida do Leão, mudei logo de canal e fui ler as palavras da menina Larissa Dantas. E aí mais uma decepção. A moça, tradicionalmente sensata, diz lá pras tantas que “O destaque do jogo foi…Rildo”.

Francamente, Lari. Rildo?

O atual camisa 11 é, no máximo, um jogador buliçoso. Não tem como ele ser destaque em jogo algum. Nem no baba lá no Areal.

Rildo pode até, algum dia, aprender a jogar bola (coisa que reputo como quase impossível, já que ele tem mais de seis anos de idade), mas, no momento, o cidadão entende tanto de futebol quanto este rouco locutor conhece de pólo aquático. E olhe que nem nadar eu sei.

Mas, derivo.

O fato é que, definitivamente, o campeonato baiano não faz bem ao futebol nem aos meus amigos. Por isso, não vejo a hora de conquistarmos logo o PENTA para acabar com esta dança de rato. E tomara que maio chegue logo e traga com ele algo parecido com o velho e bom ludopédio. O campeonato brasileiro precisa começar urgente, pois esta abstinência futebolística tá fueda.

P.S Para não dizerem que estou botando gosto ruim em tudo, aquiesço: O golaço de Uelliton pagou o ingresso.

Anúncios

19 Respostas to “Os males da abstinência futebolística”

  1. Paulo Menezes Says:

    Esse Rubro-negro tá revelando é gente, heim?

  2. Marcio Melo Says:

    Riberildo é mesmo apenas um jogador buliçoso, mas tenho esperanças que um dia ele seja algo próximo ao razoável.

    Quanto ao Vitória estou apenas aproveitando o momento para rir enquanto a gente pode. Ainda estou esperando o time melhorar para ter confiança no título da çerei b.

  3. Diógenes Says:

    É verdade. Fui dormir tarde pra ver a porra da reprise ontem de madrugada, empolgado com o que ouvi no rádio… e o que vi foi um baba muito do ordinário.
    O problema é que eu, talqualmente falou Seu França no post anterior, não gosto de futebol, e sim do Vitória.

    • Logan Says:

      Exato, foda-se o futebol, quero é ver o Vitória brocando, e que seu ferreira continue chorando.

      Se eu qusier ver futebol seu frança, eu ligo na esporte interativo pra ver Inter e Manchester ou algo do tipo.

  4. felipe Nogueira Says:

    Seu moço,
    Resolveste sair da maresia e botou a boca (lá ele) no trobone. Essa vossa verborragia só me lembra uns certos times da baiaxa do sudeste em que os caras ensaivam jogar uma bolinha no carioca e já eram os maiores craques da atualidade e quando vinha o sarneyzão o cabra pipocava e o caldo engrossava. Bom, acho que essa é a vossa preocupação, mas acho que é tempo de teste. Esperemos mais um pouco pra saber se o cabra é essa coisa toda.
    Derivando, o sinhô se encontra com duas tribunas novamente? Estaremos por tradição e apego interagindo nesse canal.
    SRN

  5. canijah de moreré Says:

    Um fato inédito baila no ar. Mas não foram os pulinhos do nosso amigo na arquibancada, muito menos o gol no milésimo chute de falta de Uelinton, ou Franciel escrevendo um texto sem qualquer tipo de gaiatice, mas a possibilidade de termos pela primeira vez na história do futebol mundial um mesmo time em duas séries diferentes: A do Brasileirão e B do Baianão. Será que tem “angu nesse caroço”?

  6. Dalmo Carrera Says:

    Franciel Cruz. Sei que é um homem zeloso e pontual em todas as suas afirmações, por isto, já li trezentos e quarenta e dois dos seus textos, fora os ainda não contabilizados por falta de tempo da Fernanda Carrera, arquivista da família. Porém, em nenhum momento, sob qualquer aspecto ou pretexto, não me apercebi do uso de meias palavras pelo digníssimo. Portanto, solicito em nome da verdade, que você com propriedade diz: que salva enquanto liberta, que adicione o bendito B, de Série B, na frase onde diz aguardar: “Campeonato Brasileiro precisa começar urgente.” Leve em consideração aqueles que ligaram a TV com a resenha já em andamento.

    Forte abraço para você e para o Novaes também

    Dalmo Carrera

  7. ernandes santos Says:

    Menino nascido e criado na Linha 8 não saltita nem dá gritinhos. Estas suas visões surreais só podem ter sido causadas pelo sol escaldante do Parque da Cidade no show de Armandinho. Ainda mais depois que o referido resolveu tocar o hino da carniça em pleno meio-dia.

    Como disse o bom e velho Odorico: “Meu caro jornalista, isso me deixa bastantemente entristecido, com o coração afogado na daceptude e no desgosto. Numa hora em que eu procuro arrancar o azeite-de-dendê do estágio retaguardista do manufaturamento, me vêm com esse acusatório destabocado. Se ligue garoto propagando da Cepacol. KKKK!!

  8. Dalmo Carrera Says:

    O problema é esse prezado, fala-se tanto em Cepacol quando esquece de quem que cura ressaca tipo B, depois azedar o leite tipo A, é o engove, um antes, um durante e outro depois. Paciência, o jeito é apelar para as frases prontas buscando uma saída fácil e perguntar: “Quem é que pode viver em paz mormentemente sabendo que, depois de morto, o defunto, vai ter que defuntar oito meses e três léguas, percorrendo Arapiraca, o Sertão de Pernambuco passando por Juazeiro do Norte pra ser enterrado novamente em Salvador?, enquanto isto, o Ilê Aiyê continua numa boa, embelezando e enchendo de vida linha 8.

  9. Iuri Brito Says:

    O campeonato brasileiro precisa começar urgente !

  10. Radi Says:

    Tambêm vejo com preocupação esse excesso de empolgação,mas tambêm não deixo de tirar as “minhas lascas” no caixão do defunto.Precisamos de um teste de verdade e conferir como se encontram Geovanni e Nania.

  11. Alan Verhine Says:

    Vc, como sempre, com textos ótimos de serem lidos. Pena não existir mais o Refletor. Abraço!

  12. Anrafel Says:

    Tivesse o Baianinho (qual a alcunha para esta e.dição?) a metqde dos craques aqui deste boteco, a história seria outra

  13. ANTONIO Says:

    Nem Tanto, nem Tão pouco…

    Claro que a felicidade desmedida tem suas consequencias, mas as piadas estão otimas…eu estou Rildo a toa….

    Quanto a qualidade do futebol, para quem perdeu mais de meio time e teve que contratar as pressas sem essa vontade de gastar estamos bem…

    Acho que a felicidade tem muito a ver com o alivio de ver as coisas se arrumando e precisando de retoques em pleno fevereiro enquanto em janeiro a casa estava uma bagunça precisando ser demolida e reconstruida

  14. Anrafel Says:

    A não ser que o sujeito seja um remador de canoa furada, isso de não gostar de futebol e sim do Vitória tem umas parecença com a história de quem nasceu primeiro o ovo ou a galinha.

    A verdade é que todos nós gostamos muito de vitórias no futebol porque derrotas demais acabam empatando a nossa transa com o ludopédio.

    E tá na hora de mostrar serviço porque a Copa do Brasil tá começando e hoje o time tem um técnico técnico-mesmo.

  15. Logan Says:

    Profético o comentário do francial, parece até que previa a palhaçada de ontem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: