Fragmentos de um discurso rancoroso

Toda vez que alguém começa a resenha esportiva falando sobre signos, símbolos e outras mumunhas do gênero, escondo logo minha carteira, pois sei que ali na zona do agrião acaba de se apresentar um craque nas manhas do estelionato intelectual. Exatamente por isso, nunca dei pelota para os pseudos que tentam explicar os fenômenos da vida e do futebol (o que dá no mesmo) evocando, ainda que remotamente, simbologias e gestuais.

Putaquepariu o embromechion, chion, chion!!!

E, nestes tempos temerários de Copa do Mundo, esta raça de gente ruim grassa mais do que psicólogos no bairro de Palermo. Aliás, por falar nos discípulos de Freud, outro tipinho intragável é aquele que não consegue desenvolver uma idéia sequer do que acontece nas quatro linhas e nas casamatas sem fazer alusões ao psicologismo de botequim. E a verdade que salva e liberta é uma só: Quem recorre a estas muletas, é porque não saca nada do Ludopédio.

Putaquepariu o embromechion, chion, chion, volume dois!!!

Mas, vejam vocês que bicho traiçoeiro é a convicção. Basta um descuido e, vupt, ela escapa para o escanteio, sem remorso algum. E cá estou, após estes prolegômenos, para confessar que fui obrigado a me render a, digamos assim, tais ferramentas teóricas. No entanto, advirto, a causa é nobre. Sucumbi, é fato, mas foi apenas com intuito de entender a mais grave questão que aflige Pindorama hodiernamente. Qual seja: por que porra Dunga tem dado (lá ele) tantos e tamanhos chiliques?

Aliás, só agora, passados os noventinha regulamentares e as prorrogações, é possível endereçar ao referido anão aquela antológica e retórica indagação do filósofo Fábio Júnior. Às aspas: “O que é que há? O que é que está se passando com essa cabeça?”.

Eis aí um mistério que parecia mais insondável do que o terceiro segredo de Fátima. Realmente, era quase impossível perscrutar (recebam, incréus, um perscrutar nos mamilos) os descaminhos do raciocínio e das ações do referido cidadão pelos meios convencionais. Prova disso é que para tentar desvendá-los consultei o infalível lunário perpétuo e os não menos infalíveis búzios e runas. Fui aos almanaques, livros, tratados, tarôs, bulas de remédio, evangelhos, capas de Veja, ciganos, pais e mães de santo – e nada.

Mas eis que encontrei a verdade que salva e liberta na análise gestualística – seja lá que porra isto signifique. Assim, saquei do coldre tal conceituação para entender porque, mesmo nos momentos de glória, Dunga nunca está satisfeito. Sim, porque é humano, demasiadamente humano, que ele revide as pancadas que recebe. Porém, que não aceite nem elogios, não há explicação.

Ou melhor, há. E ela, a explicação, se encontra na tal gestualística. Ou vocês não repararam que no momento de maior glória, o gol, Dunga sempre dá um soco para baixo? É isso aí. Como bem definiu o menino Veríssimo no ano da graça de 1994, Carlos Caetano Bledorn Verri não consegue entender a vida sem dificuldades.

O homem nasceu para o confronto, vive sob a égide permanente do discurso rancoroso e não será a conquista (ou a perda) de mais uma taça que irá mudá-lo. Afinal, como já ensinei aqui: Pau que nasce torto vira berimbau.

P.S. 1 Já havia encerrado a transmissão quando uma senhora politizada e mais chiliquenta do que o técnico da canarinho adentra este Post Scriptum largando a seguinte: “Sêo Françuel, o senhor está a soldo da Rede Globo. Por que não disse uma palavra da luta quixotesca de Dunga contra a Vênus Platinada?”.

Este alienado locutor tem a dizer apenas o seguinte. Nesta chibança, dou um pelo outro e não quero troco.

P.S.2 E o futebolzinho da seleça igual ao meu salário, ó.

P.S. As, sim. Sobre o Esporte Clube Vitória só falarei quando o time voltar a praticar, ao menos, algo parecido com  Futebol.

Anúncios

7 Respostas to “Fragmentos de um discurso rancoroso”

  1. Duarte Says:

    “Sêo Françuel”, acho que a falta de titulos importantes do Vitória está te deixando cada vez mais doido.

  2. borba Says:

    Foi difícil de ver aquele baba ontem, mas pelo menos vencemos. Tomara que a melhora na tábua de classificação motive um pouco mais o time – e quem sabe a torcida.

  3. Logan Says:

    Não é por nada não seu françuel, mas depois de ler esse texto mudei minha opinião em relação a dunga, tudo bem, lee não deveria ter xingado o reporter na coletiva, mas a globo montou o cerco em torno dele emfunção disso aqui ó:

    DUNGA – MESMO SE PERDER DE GOLEADA, JÁ É UM VENCEDOR…

    O Jornal O Globo em sua primeira página da edição de hoje, quarta feira 16 de junho de 2010, desce a lenha na seleção e principalmente no seu treinador.

    Qual a razão dessa súbita mudança de comportamento ?

    Vamos aos fatos :

    Segunda feira, véspera do jogo de estréia da seleção brasileira contra a Coréia do Norte,
    por volta de 11 horas da manhã, hora local na África do Sul.

    Eis que de repente, aportam na entrada da concentração do Brasil, dona Fátima Bernardes, toda-poderosa Primeira Dama do jornalismo televisivo, acompanhada do repórter Tino Marcos e mais uma equipe completa de filmagem, iluminação etc.

    Indagada pelo chefe de segurança do que se tratava, a dominadora esposa do chefão William Bonner sentenciou :

    “ Estamos aqui para fazer uma REPORTAGEM EXCLUSIVA para a TV Globo, com o treinador e alguns jogadores…”

    Comunicado do fato, o técnico Dunga, PESSOALMENTE dirigiu-se ao portão e após ouvir da sra. Fátima o mesmo blá-blá-blá, foi incisivo, curto e grosso, como convém a uma pessoa da sua formação.

    “ Me desculpe, minha senhora, mas aqui não tem essa de “REPORTAGEM EXCLUSIVA” para a rede Globo. Ou a gente fala pra todas as emissoras de TV ou não fala pra nenhuma…”

    Brilhante !!! Pela vez primeira em mais de 40 anos, um brasileiro peitava publicamente a Vênus Platinada !!!

    “ Mas… prosseguiu dona Fátima – esse acordo foi feito ontem entre o Renato ( Maurício Prado, chefe de redação de Esportes de O Globo ) e o Presidente Ricardo Teixeira. Tenho autorização para realizar a matéria”.

    – “ Não tem autorização nem meia autorização, aqui nesse espaço eu é que resolvo o que é melhor para a minha equipe. E com licença que eu tenho mais o que fazer. E pode mandar dizer pro Ricardo ( Teixeira ) que se ele quer insistir com isso, eu entrego o cargo agora mesmo!”

    O treinador então virou as costas para a supra sumo do pedantismo e saiu sem ao menos se despedir.

    Dunga pode até perder a classificação, a Copa , seu time pode até tomar uma goleada,
    mas sua atitude passa à história como um exemplo de coragem e independência.

    Dunga, simplesmente, mijou na Vênus Platinada ! Uma estátua para ele !!!

    João Ignácio Muller – JIM

    fonte: http://botafogoemdebate.forumeiros.com/coluna-do-jim-f1/dunga-mesmo-se-perder-de-goleada-j-e-um-vencedor-t1395.htm
    ===================================

    Seria bom se isso fosse postado por vosmecê também.

  4. Anrafel Says:

    Dunga parece ser do tipo que guarda ódio na geladeira. Não esquece a campanha que sofreu de 90 a 94 (em 94, Juarez Soares, Mário Sérgio e Luciano do Valle foram simplesmente canalhas) e deve ter adquirido alguma noção medida da asquerosidade (existe essa palavra? Se não, acabei de inventar) da imprensa esportiva.

    Os xingamentos a Escobar foram algo desagradável e antipático, mas a sua recusa em continuar concedendo privilégios à dona do futebol brasileiro é louvável.

    Agora, esses torcedores brasileiros são uns neuróticos. Malham a Globo, mas só vêem jogos lá (tudo bem, ninguém suporta Luciano e Neto, principalmente); detonam CalaabocaGalvão e no entanto brigam com o dono do bar se este resolve trocar de canal.

    • Logan Says:

      Não acho que os torcedores sejam hipócritas ao criticar a globo e assisti-la, se não assiste o canal vai ter o que pra criticar? Como você critica algo que não conhece? O fato de assistir a globo não tire do telespectador o direito à critica, cabe a globo ouvir, ou não, e eles realmente não escutam.
      E é louvável também aguentar 90 minutos com galvão bueno nos ouvidos, prefiro as vuvuzelas.

  5. Anrafel Says:

    E já que o distinto locutor dignou-se a falar de Copa do Mundo, relato aqui o fato mais interessante do Blatterão até agora:

    Portugal e Coreia do Norte. Lá pelos 2 ou 3 a 0, o auxiliar-técnico da Coréia, exaltado, discute com o chefe. Nosso especialista em leitura labial decifrou o que fora largado:

    “Mingukpyongyang minjujuui aegukkahyundai myung-bak!”

    Cuméquié?

    “Arrecua os arfi pra evitar uma catastri!”

    Não evitou.

  6. Anrafel Says:

    Logan,

    Não se trata de hipocrisia, não sejamos tão drásticos. São apenas pequenas incoerências, das quais o futebol e a torcida pelo futebol estão cheios, aqui ou em qualquer lugar, hoje ou em qualquer época.

    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: