O Cabeludo tava enojando o baba

Por Benjamin  José,  O Puliça

Seguinte é este:

E eis que, depois das chibanças momescas, finalmente começou 2010 na velha e ordinária Província Mangabeirana. Assim, nada melhor para  iniciar o ano do que sacudir as cinzas e assistir a uma partida do Valerão/2010 no estádio de Pituaçivys (É óbvio que não vou vacilar diante da maledicência de vocês, hereges) 

Com esse pensamento, apalavrei (sim, apalavrei, não combinei porque na minha terra homem tem palavra e quem combina é xibungo) com Sêo Françuel para, na noite de ontem, na praça de veraneio do Leão conferir se o rebain de miséria comandado por Ricardo Silva aprendeu alguma coreografia carnavalesca que pudesse mudar o (baixo) nível da equipe ( se bem que em matéria de nível não há nada para se aprender no Carnaval).

Pois bem.

Fiquei à espera de Godot, digo de Seu Françuel, mas nada do cabeludo aparecer. Depois de um árduo processo investigativo policialesco, descubro que o indigitado ainda estava no trabalho. Estranhei o fato porque sempre pensei que, pela produtividade da Assembléia Legislativa da Bahia, onde ele bate cartão, ninguém trabalhava naquela nobre, egrégia e augusta Casa.

Como o sujeito é avesso a tecnologia e não usa celular, resolvi então passar na sede do Palácio Deputado Estadual e Federal Luís Eduardo Magalhães  para ver se era verdade ou se ele aplicou um caô na comadre, pegou um vale night e saiu para tomar umas canjebrinas e relaxar na bica com alguma piriguete que conheceu no carnaval.

Uma vez lá, encontrei o dito realmente trabalhando e, percebendo meu espanto, foi logo explicando que uma vez no ano, quando tem início os trabalhos (sic) do Legislativo, ele tem de trabalhar e que por isso não poderia cumprir o religioso compromisso de orientar o time.

Assim, passou-me então a incumbência de ir sozinho ajudar Ricardo Silva a comandar o baba. Antes de me dirigir ao estádio, o locutor das multidões me deu um litro de cepacol, recomendando que o levasse porque sem ele, de tanto gritar para Bida acordar e Berola tocar a bola, a garganta não agüentaria.

Munido do milagroso medicamento segui meu destino e vi um estádio vazio, provavelmente porque parte da torcida do Leão ainda estava de ressaca e a do Fluminense ficou em Feira arrumando as coisas para a micareta.

Ô, bahiazinha sem governo  nem oposição.

Ainda assim não tive muito trabalho porque o time, mesmo não jogando o fino, mostrou alguma evolução e ganhou por 3 x 1.   E isso apesar de Sherek,  de Viáfara implorar para ser expulso e da zaga dar feriado e tomar um gol ridículo.

Pois muito bem.

Quando já saia do estádio com a convicção de que o time havia melhorado por causa dos treinamentos no Carnaval, encontrei com a Moça do Shortinho Gera Samba que foi logo me dizendo: “Sêo Puliça, viu aí ? Foi só Françuel não vir azuar que o time jogou bem. A verdade que salva e liberta é uma só: O   CABELUDO ERA QUEM TAVA ENOJANDO O BABA

Como não gosto de discutir futebol com mulher, concordei e, na base do beijo e do amor, fui comemorar a vitória do Leão com a referida ao ritmo do reboletion, tion, tion . ..

Mesmo enebriado com o shortinho da moça e com outras mumunhas, ainda consegui ouvir o novo Hit que vai gerar nas micaretas, festas de largo e no próximo Carnaval. Ouçam também.

FICA EM CASA , FRANÇUEl – E  NÃO ENOJE MEU BABA (repete 658 vezes)

Saudações Leoninas !!!

P.S Texto escrito por Benjamin José, O Puliça, e psicografado por Franciel Cruz (Credo), que também atende por Butragueño do Norte e Nordeste de Amaralina, cidadão que, embora trabalhe num ambiente com gente de comportamento não muito recomendável e nem muito salutar, é gente boa.

Anúncios

9 Respostas to “O Cabeludo tava enojando o baba”

  1. Lucas Serra Says:

    kkkkkkkkk

    Além de estar perdendo o espaço nos jogos do Vitóira, parece que está perdendo no blog também…

  2. Lílian Alcântara Says:

    Ei, não encontrei seu e-mail por aqui e queria falar com você, é sobre uma proposta de escrever para o Gol de Letras (gol-de-letras.blogspot.com/). Me envia um e-mail pra eu te passar em resposta as informações direitinho.

    Abraços

    lilian_alcantara92@yahoo.com.br

  3. Logan Says:

    quer dizer que o.cabeludo era pé frio? pra mim é novidade.

  4. Victor Nyo Says:

    Domingo eu não perco por nada….

    Vcs vão ver o por que.

    • Victor Nyo Says:

      Por que?

      Por que eu sabia que o time ia jogar melhor com um meia ao lado de Ramon e principalmente… Por que menino Bida não jogou. u_u

      Ah… França tentou se disfarçar e aparou a barba… Mas tava lá tentando enjoar o baba. xD

  5. Borba Says:

    Em 300 anos de Barradão nunca vi Sêo Françuel. Em Pituacyves já o vi 2 vezes.

    Péssimo sinal.

  6. valmerson Says:

    ECV na Copa do Brasil

    http://valmerson.wordpress.com/

  7. Anrafel Says:

    A azáfama de cunho etílico-hedonístico natural dessa quadra do ano, potencializada pela canícula desgraçada emprenhou de certeza profetas do apocalipse ecológico que, à maneira do neo-pagode do ambientalista doidão, teriam pontificado:”o aquecimento global de Salvador vai elevar o nível de mar grande e o porto e o farol da Barra vão virar mar e a ilha de Itaparica vai ser tão agradecida ao fato da Ponte João Ubaldo Ribeiro ter ficado, que nem o metrô, no meio do caminho”.

    Bom, o que eu quero dizer é o seguinte: seu Françuel tá numa disgramada preguiça soteropolitana e um cidadão aí, versado em táticas militares, está ocupando espaços, cercando a área e aos poucos se apossando do teatro de operações.

    E está fazendo bonito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: