Hereges, aprendam uma coisa: A bola nasceu para obedecer

A Bahia e uma banda de Sergipe são testemunhas de que este sertânico locutor jamais entrega a rapadura ou joga a toalha. Por isso, nem bem terminava a tragédia de ontem à tarde e eu já estava formulando um texto para destacar os aspectos positivos da peleja em Goiânia. E, como sói acontecer, tentaria iludir a platéia gastando mais um bocado de minha falsa erudição. Desta vez, as circunstâncias exigiam que recorresse ao personagem Dr. Pangloss, de Voltaire.

Aos desprovidos de conhecimento, explico a escolha. Seguinte é este.

Tal figura, que lecionava “metafísico-teólogo-cosmolonigologia”, era professor de otimismo. Para o referido, não importava se o bicho estava pegando do primeiro ao quinto, nem se a madeira estava gemendo sem dó nem piedade. Ele não queria nem saber. Sempre achava que as coisas iam pelo caminho certo. E largava em francês. “Tout est pour le mieux dans le meilleur des mondes possibles”. (“É tudo para o melhor no melhor dos mundos possíveis”).

Pois muito bem.

Independentemente da cacetada que o Rubro-Negro recebeu no Serra Dourada, eu ia usar o discurso panglossiano. Na verdade, ia utilizar o discurso esperançoso do técnico Mancini – e dizer que o time entrou em campo com outra postura, que evoluiu taticamente, que voltou a criar muitas chances de gols e etc e coisa e tals.

Porém, liguei a porra de uma rádia e um disgramado, com este mesmo espírito otimista, veio me dizer que o time havia jogado bem, “mas a bola não quis entrar”.

Como assim “a bola não quis entrar”? Que conversa da porra é esta?

No meu baba, bola num tem querer, não. Ela tem é que obedecer. E os jogadores, que queiram vestir o manto Rubro-Negro, têm o dever de mandar a menina ir descansar no barbante.  Aqueles que não possuem autoridade sobre a criança, devem ir para o banco (alô, Roger!).  

Que mané bola não quis entrar o que, rapaz? Hômi, quá; sinhô, me deixe!

Mas, bola pra frente. Agora é pensar em como recompor a zaga para a partida desta quarta-feira contra o Atlético do Paraná. E, amigos, em verdade vos confesso: Apesar de todo meu otimismo, estou com um medo da zorra desta partida. É lógico que não é por conta de nosso adversário, já que o time paranaense joga um futebol muito meeiro. Meu receio tem explicações ancestrais e de nomenclatura. O problema é que nosso treinador tem uma estranha paixão por sujeitos que receberam a graça de Marco Aurélio na pia batismal. No ano passado, todos lembram, foi aquele suplício. Vai que neste ano Mancini invoca novamente com este outro negão.

Deus é mais. Vou até virar minha boca pra maré de vazante.

UMBORA TRI-TÓ-RIA, CARAJO!

Anúncios

13 Respostas to “Hereges, aprendam uma coisa: A bola nasceu para obedecer”

  1. Victor Nyo Says:

    É ideia…
    É o que tem faltado, autoridade para ordenar que la pelota entre nas redes.
    Me faça um absinto fire extreme!

    Mas largo os pontos positivos por vc:
    – Garoto Berola mostrando que podemos sim jogar com dois atacantes.
    – Garoto C.Alberto só larga o doce na filé.
    – Menino L.Domingues, gol de misêre.
    – Sim, o time voltou a jogar bem.

    PS.: Sim, M.Aurelio deve jogar a proxima partida…

    UMBORA BITÓRIA CARAJO!!!!!!!!!! E que venha APR, SPO, E O COR!

  2. Mateus Borba Says:

    2° turno, nada de desculpa, é sopa de tamanco, pau puro.

  3. Pedro Jorge Says:

    Sêu Franciel vamos ter que levar Roger em uma sessão de discarrego e pagar um milhão para o bispo para ver se ele tira essa urucubaca desse garoto que aos meus olhos já deveria ter saido barradão.

    fora Roger!!!!!

  4. felipe nogueira Says:

    Seo franciel,
    A palavra da salvação, desilusão. Alguns se iludiram com Roger ou o cabloco que tava nele, agora que ele voltou ao normal a galera se desiludiu e já é tarde, NB foi-se é rezer pra berola desimbestar.

  5. Fábio Monteiro Says:

    é capaz de Marco Aurelio e Fabio Ferreira se destacar, Franciel. TALVEZ a suspensão de Anderson e Wallace sejam reforços, pois o que estes dois tão jogando (ou seria melhor: NÃO estão jogando?). Eu sempre bati nisso, colocaram muito elogio na cabeça destes meninos. Tão jogando muito mal, displicente, sem raça, sem seriedade e com muitos erros bobos…daqueles infantis mesmo. Talvez Fabio e Marco Aurelio entrem com vontade de virarem titulares e torço para que isso aconteça. Talvez um banquinho faça Anderson e Wallace calçarem as sandálias da humildade e da seriedade.

  6. Lucas Serra Says:

    kkkkkkkkkkk

    É apenas uma coincidência com os nomes Seu Françuelivis, assim eu espero.

    SRN

  7. Mateus Borba Says:

    Concordo com Fábio.

    E olhem isso aqui:
    http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&uf=1&local=1&template=3948.dwt&section=Blogs&post=215553&blog=558&coldir=1&topo=3994.dwt

    NÃO, ele NÃO é baiano, tampouco torce pro Vitória, mas considera dois jogares nossos na seleção do 1° turno.

    Que coisa.

  8. Mauricio Guimaraes Says:

    Seo Franciel, essa reciprocidade tem que ser verdadeira. Pois, a bola das pranchetas dos técnicos é uma arquiteta da zorra! Veja que ela é objeto da cobiça de técnicos que já tentaram mostraar que o gol é um detalhe; infames nada provaram a não ser que sem a bola também se joga. Vamos embora!

  9. Rodrigo Says:

    É verdade, Franciel, ter autoridade sobre a bola é preciso.

    Abraço!

  10. valmerson Says:

    Se não houve um show de bola nesta noite, podemos ver um time do Esporte clube Vitória que agradou bastante pela garra e determinação aplicada em campo, o treinador Vagner Mancini escalou o time de forma muito coerente e substituiu excelentemente bem e voltar a vencer na primeira rodada do segundo turno foi importantíssimo para voltar ao trilho neste brasileiro.

    http://valmerson.wordpress.com/2009/08/19/vitoria-2×1-atletico-pr-com-garra-e-determinacao/

  11. valmerson Says:

    Franciel o Leão as vezes sofre da sindrome de Barrichello!

    http://valmerson.wordpress.com/2009/08/22/vitoria-e-a-sindrome-de-barrichello-sport-2×0-vitoria/

  12. Anrafel Says:

    Valmerson,

    Essa seleção do campeonato tá errada com Apodi – o melhor lateral-direito do Brasileirão é, disparado, Vítor, do Goiás. Tá errada também com Leandro Domingues e Marcelinho Paraíba: o primeiro tá jogando muito e o segundo tá carregando o Coritiba nas costas.

  13. para babası Says:

    mucas gracias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: