Butragueño do Nordeste de Amaralina

O Norte e o Nordeste de Amaralina são testemunhas de que este humilde locutor pratica e ensina o pebolismo em 18 idiomas. Alguns meninos parmalat da Pituba, Costa Azul e Adjacências duvidam. Ou melhor, duvidavam. Na noite de ontem, André Dantas, acá Snowman, finalmente decidiu ir presenciar in loco mais um show dele, o homem, o mito, o pentelho, o Butragueño do Nordeste de Amaralina, acá, Seu Françuel. Ouçam.

BUTRAGUEÑO DO NORDESTE DE AMARALINA

                                                                     POR ANDRÉ DANTAS

Como muitos já devem saber, há algum tempo que eu, Petter, Michel (todos da Associação Vitória Forte) e outros rubro-negros desconfiávamos do autodecantado talento do nosso colunista Franciel Cruz, mais conhecido como Seu Françuel, no enigmático esporte chamado futebol.

Em cada oportunidade que uma determinada conversa proporcionava, lá estava ele alegando domínio da arte eternizada por Zico, Maradona e Pelé. Hereticamente fazia-se chamar pela alcunha do craque espanhol Emílio Butrageño. As narrativas de suas façanhas só se acumulavam e nada de ninguém ter a oportunidade de comprovar isso.

O que mais espantava, e ainda espanta, é que a mera observação do indivíduo já retira toda a credibilidade de suas narrativas. Tudo em seu “shape” leva a crer que seu talento futebolístico se encerra no ponto final da sua verborragia.

Já indignado com tal fanfarronice me propus a ir assistir a uma apresentação de Seu Francis. Ele imediatamente aceitou o desafio, mas em meio a tantas firulas prestidigitadoras, tais como me dizer apenas que o baba era em Buraquinho sem fornecer o endereço e alegar contusões graves, comecei a imaginar, como diz o próprio Franciel, que fosse só cheiro mole…

Pois ontem comprovei meu engano. Em verdade, meus enganos.

Depois de muitos desencontros finalmente marquei com Seu Francis, fui buscá-lo no trabalho e nos dirigimos às 22:00 h. para Buraquinho, local da peleja.

Aqui cabe um parêntese. Baba de maluco esse. Não tem hora certa para começar, muito menos para terminar. Ontem meia noite estava eu ainda assistindo os “cabras” correndo atrás da bola! Fui embora e deixei a turma jogando o chamado “xaréu”… Minha mulher vetaria minha participação em um baba desse implacavelmente.

Feito todo esse preâmbulo, vamos à contenda.

Primeiro, por compromisso com a verdade, devo registrar que Seu Francis é realmente chamado de “Butra” por seus confrades lá em Buraquinho. Logo na sua chegada me surpreendi com a naturalidade com que a alcunha era utilizada e comecei a dar certo crédito a Franciel, já que nada do que ele alegava tinha sido contrariado.

Enquanto o objeto de nosso estudo cobria-se com seu arsenal de proteções contra lesões existentes e futuras (o atleta não é mais nenhum garoto e tem um buraco na coxa, devido a um rompimento de músculos, que parece cicatriz de bala), comecei a observar o espetáculo futebolístico que já estava rolando e, sendo bem honesto, não fiquei impressionado… A maior qualidade dos jogadores era a graça. Os caras são muito engraçados, os comentários são impagáveis, mas o futebol não empolgou esse espectador que vos escreve. Tinha um gente boa lá que respondia pelo sugestivo apelido de Cannigia e, pelo parco futebol apresentado pelo esforçado atleta, imaginei que agruras passaria ao ver Butrageño…

Como não fui lá para analisar a qualidade do baba, mas exclusivamente a apresentação do dito Butrageño do Nordeste de Amaralina fiquei reticente, mas esperei o cidadão desfilar seu futebol.

Franciel entrou em campo já dando orientações, posicionando a equipe e tendo conversa de pé de ouvido com um companheiro que iria cobrar um esquinado. A conversa funcionou…

Escanteio cobrado alto e aberto no segundo pau e a bola, caprichosa, foi ao encontro de “Butra”, antes levianamente chamado de Franciel, que, de primeira, na “arriada”, sem deixar a criança bater no chão, emendou marcando um gol de placa! Eis o cartão de visitas que recebi. O artilheiro apenas me olhou de soslaio como que dizendo “viu, sacana!”

Daí em diante, mesmo mostrando não estar no melhor da sua forma física, Butrageño mostrou que conhece do riscado. Fez jogadas de efeito (muitas vezes desnecessárias…), penteou a bola (o que ele condena veementemente nos profissionais…), deu passe de peito e de calcanhar, deixou vários companheiros na cara e fez outros gols em vários estilos. Além disso, reclamou, educou e exigiu apenas respeito dos adversários e não medo…

Em minha análise, realmente, naquele baba, ele é o melhor jogador. Pelo menos ontem foi.

Apesar no baixo nível técnico do grupo, percebe-se, sem medo de errar, que mesmo em um evento com jogadores mais qualificados e com uma pegada com menos compadrio (ninguém marca ninguém nesse baba de Franciel…), “Butra” honraria a alcunha. Nos babas que participo, por exemplo, ele seria raras vezes apupado e eventualmente aplaudido.

Admito que eu pensava ser Franciel um discípulo de Wanderley Luxemburgo, ou seja, muito bom para ver futebol, mas uma fraude ao praticar. Ledo engano. “Butra” está no seleto grupo daqueles que conhecem a arte do futebol não só por admirar a obra dos outros, mas por pintar seus próprios quadros.

De hoje em diante, meus amigos, quando lerem o que Franciel escreve sobre a prática do ludopédio, divirtam-se ainda mais à vontade, pois estarão lidando com quem conhece.

Depois do show, Butra aprecia uma cerveja e o povo pergunta: Que luz é esta que vem vindo lá do céu?

Depois do show, Butra aprecia uma cerveja e o povo pergunta: Que luz é esta que vem vindo lá do céu?

Anúncios

42 Respostas to “Butragueño do Nordeste de Amaralina”

  1. Quiva Says:

    Que porra de conversa de compadre é essa??? Elogia o amigo e esculhamba o meu baba?? Tudo bem que ontem eu comecei a beber uma gelosa às 16:35hs e não parei de pedalar até a hora do início do baba, mas, sinceramente, nada que afetasse o rendimento desse humilde zagueiro. E já que vc gostou do futebol do Velho e Incansável Butra, pergunte a ele sobre o gol de bicicleta que ele fez no Estádio de Pituaçu. Esse aí é resenha para três dias.

    • snowman Says:

      Quiva, meu velho, não foi minha intenção esculhambar seu baba, rapaz! hehehe
      A questão é que tive que fazer uma análise rigorosa…
      O problema é que vocês zagueiros deixaram o velho Butra fazer o nome em cima de vocês… O cara só não fez gol de cabeça, de resto ele passeou em campo, mesmo com aquela broca na perna!
      Aí não dá para fazer nada pela assistência…
      P.S. Rapaz… Tinha um camarada de camiseta amarela que era ruim demais! Como é mesmo o nome do fera?
      Abraços.

      • Jardel Souza Says:

        Snowman,

        Moro em Buraquinho, onde é esse baba??? Gostaria de ir e filmar o jogo para quem sabe mandar para o Bola cheia ou Bola murcha, rsrsrsrs

        Se puder informar ficarei agradecido.

  2. Sérgio dias silva Says:

    Bem que você poderia conversar com PCC.

  3. Deivid Says:

    A luz é uma estrelinha de campeão Brasileiro que está descendo pra abrilhantar nosso manto sagrado…
    Quem sabe com muito planejamento, daqui a uns 3 ou 4 anos?

  4. Fábio Monteiro Says:

    Porra, eu perdi essa hehehe!

    caramba! Agora fale a verdade Snowman, o franciel te pagou quantas cervejas para voce confirmar as peripécias dele no campo? rsrsr

    abraços

    • snowman Says:

      hehehe
      Você já é o 2º que me acusa de tamanha indignidade!
      Tenha certeza que fui ao evento com uma sede danada de desmascarar seu Francis e hoje esculachar o cara, mas não posso fazer nada se o cara faz juz a alcunha de “Butra”!
      Sempre o 1º compromisso tem que ser com a verdade! hehehe
      Abraços.

      • Jorge Bassu Says:

        Com todo respeito Snow, seu menino te pagou uma grana alta(hehehe)
        O homem tem pinta de filosofo e nao de peladeiro. Estou aqui dizendo para os meus botões, NAO É POSSIVEL!
        Ainda tem tempo para redimir e confessar a verdade Snow,quantas geladas rolou nessa historia?hehehe
        Cheguei agora de gringolandia e sabado estarei no Monumental do Barradas.
        Um abraco

  5. Haroldo Mattos Says:

    Olha Snow, quando ouvi falar que o menino Francis jogava bola ainda, imaginei que jogava atrás, bem atrás, assim…Atrás do gol!!!
    Depois imaginei que fosse de teimoso. Porém agora, munido de suas informações, vejo que ele joga na frente, provavelmente de 9 clássico, que joga de costa abrindo espaço para quem vem de tras. Hehehehe.
    Pena eu tenha encerrado minha precoce carreira cedo. Aliás tão precoce que nem começou. RSRSRSRS
    Porém se houver outra edição da cervejada, digo, do baba,me chamem para analisar. Acho que Snow foi aliciado para falar bem do cara.(rsrsrsrs) Só eu vendo o Butra, meu irmão!!!
    Te Amo Vitória!
    Sempre.
    Haroldo Mattos

    • snowman Says:

      Rapaz, do jeito que vai, Butra vai ter que alugar um ônibus na próxima terça para acompanhar sua exibição.
      Está aumentando a responsabilidade. hehehe

  6. Luiza Meira Says:

    Moço, e eu que vim aqui (quando soube que uma pessoa falaria sobre a arte futebolística do galã do Nordeste de Amaralina), achando que leria André Dantas sentando a pua em Butra, ops, Franci… Hômi, quá…tinha era essa rasgação de seda, virado no birro oitenta…hum cum cum…
    Fez até gol, foi Butra?????Ai eu vi!!!
    Rapaz, além das francietes, agora tu tem é um francieto!

  7. maoguima Says:

    BAcana, isso aí é raridade. Show de bola e comentários arretados! Um show que ainda vai dar muito o que falar pela internet e todo o Nordeste de Amaralina. Agora, faltou imagens do baba para elegermos o tal bola cheia e por que não o bola murcha. Parabéns a todos!

  8. Victor Says:

    Butra?!?!?! Agora mais essa… Haja apelido preste homi.

    Quanto a qualidade futebolística do indivíduo, receio assim como Fábio, e mais alguém que Snowman diz ter sido o primeiro a levantar a hipótese conspiratória, que este rapaz cabeludo tenha armado um conchavo com o redator da resenha, para eleva-lo ao status de Craque de Buraquinho e de todo o Nordeste de Amaralina.

    Eu diria que é o típico jogador contratado a DVD. Cai nessa não Jorginho Sampaio.

  9. canijah de morere Says:

    Primeiramente quero agradecer a bela missiva, assim como a sua paciência em ver tanto perna-de-pau jogando.
    A alcunha de Canijah de Moreré foi dada pelo mesmo protagonista desta choça. Isso aconteceu há 10 mil anos atrás quando este que vós escreve parecia um jogador do Boca Junior dando sapatada no adversário, decidindo o jogo no último minuto e transformando suor em sangue. Hj, após suspensões intermitentes, de acordo com o regimento do baba, não passo de um quarentão com jeito de menino, marcando em cima e carregando piano pra esse ireceence, que tem uma buceta na coxa, poder deitar e rolar e jogar leite na cara dos caretas.

    Um abraço pra você André!
    Valeu!

  10. Evandro Miserento Says:

    Porra, Buraquinho ? Rebanho de miséra moro aqui e ninguém me convida pra essa prática abençoada do alterocopismo ?! Ludopédio só pagando. E bem. 🙂

  11. Lucas Serra Says:

    André, ser destaque num baba de perna-de-pau pode não ser muita coisa, você poderia ter aumentado um pouco a dificuldade do baba para Seu Françuel!! srsrrrss

    • Franciel Says:

      Lucas, André é murrinha. Ele foi pra lá com idéia fixa pra me esculhambar.

      O baba é de alto nível. E ainda que não fosse, pai véi, pegar a criança no ar de um escanteio e mandar para o filó só dois jogadores na história do ludopédio: Este humilde Butra e Everton, que fazia isso na década de 80.

  12. canijah de moreré Says:

    Moreré é o segundo tempo da estirpe. Canijah, na minha interpretação, me torna cidadão do mundo, um híbrido argentino e jamaicano, entende? O sobrenome dessa alcunha nasceu de uma noite inspirada, após vinte dias longe da peleja. Dribles desconcertantes – com direito a uma “tabaca” em Quiva, gol na diagonal (estilo Josimar), correndo feito um guepardo, completamente apaixonado, amando, no nirvana… não deu outra. Só ouvi o brado retumbante em beiço esplendido, vindo do velho Butra: Canijah de Moreré, voltou da lua-de-mel voando baixo e comendo a bola, pai! E assim se eternizou a alcunha da lateral esquerda em dez anos de confraria.
    Amém!

    Obs: o seu testemunho do gol de Butra não foi o primeiro q ele fez assim. Quando o baba era na Boca do Rio eu cruzei uma bola igualzinha a esta escrita em sua narradativa e o cara guardou. Ele sempre tenta em todo baba. Pra cada 10 ele faz um daquele.

    • snowman Says:

      Canijah, bastou conhecer melhor a história do seu apelido que, imediatamente, passei a ver com melhores olhos o seu futebol. hehehe
      P.S. É impressão minha ou você deixou nas entrelinhas que o golaço de Butra que presenciei não passou de uma cagada oportuna?
      Abraços.

      • Franciel Says:

        Uma “Cagada oportuna” pode se repetir por mais de dez vezes?

        Pois já fiz mais de uma dezena daquele jeito, pai véi. Estão todos anotados na súmula.

        Hômi quá, sinhô, me deixe!

  13. Lionel Says:

    Butragueño?! Pfff, grande coisa. Vários amigos meus me chamam de Palermo.

    Embora eu desconfie que não tenha nada a ver com futebol.

  14. Zeno Says:

    França, meu velho, se eu algum dia já vi cascata maior, ainda por cima paga e vinda de amigo suspeitíssimo, num lembro.

    França, meu velho II, se eu algum dia vi secada maior que a sua, sobre a história de o Palmeiras não ter um matador e por isso se desclassificar da Libertadores, num lembro também. Troco Keirrison, Obina e Ortigoza por qualquer um dos perebentos aí de Buraquinho e ainda completo com umas caixas de cerveja. E pode levar o Vanderlei Madureira, também. E não, não quero o Homem do Ray-Ban.

  15. Zeno Says:

    Ah, sim, e tudo isso por que, dias atrás, eu ia elogiar aquele texto do seu outro chapa, sobre o Luja e seu esquema tático 1-1-1-1-1-1-1-1-1-1-1-. Ingratidão. Depois da secada, não elogio mais.

  16. Rafa Marques Says:

    Butra, cumprimos a nossa parte do acordo e deixamos você fazer gol para impressionar o seu novo namorado que você levou para assistir o nosso baba, mas você não cumpriu a sua parte e deixou a conta pendurada.
    Venha pagar a conta senão a gente fala a verdade para André.

  17. Geraldo Says:

    Manda este Butra ensinar o ludopedio ao desenfiliz do Adriano (eterna promessa) e se ainda assim o desgramado não aprender faz ele de comida pra peixe ai mesmo em buraquinho

  18. Flávia Says:

    Menino!!! To aqui boba ou melhor, enjoada de tamanha babação, este troço de narrar aqui, o desempenho de Sr. Franciel no baba, realmente é o fim! Como já havia dito antes, que modéstia não é um dos atributos do craque ( craque?! para aqueles que insistem, em denominá-lo assim: não é meu caso). Eu como amante do bom futebol, fico um tanto chocada em ver um cabra, registra tamanha paixão, por um ser absolutamente narcisista, com Sr Franciel, mas, como ele sempre insistir em dizer, que é bom moço, uma espécie rara, eu até tento entender, tamanha paixão, de seu nobre súdito, perco até perdão para o fã clube, de plantão, mas não dar para suportar, tanta babação, fico aqui pensando, como os amantes do bom futebol, os torcedores fieis do Esporte Clube Vitória, permitem, o referido dizer que é uma craque. Mas, mané craque o quê rapaz, acorda! A única justificativa plausível que vejo, é como diz o menino Quiva, que tudo isto é uma conversar de compadre.

  19. canijah de moreré Says:

    Flávia, convido vsa senhoria a descer do parlatório e vir assistir apenas uma partida de futebol em Buraquinbho e assim perceber que existem outros craques neste planeta chamado bola.

  20. snowman Says:

    Bassu, meu velho, eu pensava a mesma coisa que você. Seu Franciel, tem mais cara de Antônio Conselheiro do que de jogador de bola, mas fazer o que? Não vou mentir, né?
    Jardel, eu fui um mero convidado nesse baba e, pelo que soube, ele scobram couvert artístico para quem quiser apreciar… hehehe

  21. googala Says:

    Butra biu bariu.
    Sou victória desde a espermogênese

  22. Renato K. Says:

    Eu só acho que ele parece mais com o Hugo Sanchez depois de engolir uma andorinha e deixar só a cauda pra fora.
    De resto, tive uma amostra só do domínio de bola do cidadão na calçada do impagável Sujinho’s Place. O cara leva jeito. Ou levaria, se tivesse uns 30 anos a menos. 🙂

  23. Lionel Says:

    Outra coisa que eu não entendi nesse papo de “Butragueño”: não é de conhecimento geral que Franciel joga de ala!?

  24. Derrubando mitos e lascando-os em banda « Victoria Quae Sera Tamen Says:

    […] o referido foi visto altas horas da noite em Itapuã, apreciando as cobranças de falta de um certo Butragueño do Nordeste de Amaralina. O resultado nem precisa falar aqui – até porque, como bem dizia a propaganda daquela […]

  25. Derrubando mitos e lascando-os em banda | Voz RubroNegra Says:

    […] o referido foi visto altas horas da noite em Itapuã, apreciando as cobranças de falta de um certo Butragueño do Nordeste de Amaralina. O resultado nem precisa falar aqui – até porque, como bem dizia a propaganda daquela […]

  26. Friedenreich lambuzado de dendê « Victoria Quae Sera Tamen Says:

    […] P.S Ah, sim. Caso vocês queiram conhecer, realmente, um matador que pratica em alto nível e não fica procurando chiada, leiam este TEXTO AQUI, Ó . […]

  27. Friedenreich lambuzado de dendê | impedimento.org Says:

    […] P.S Ah, sim. Caso vocês queiram conhecer, realmente, um matador que pratica em alto nível e não fica procurando chiada, leiam este texto aqui, ó. […]

  28. UMA ENTREVISTA (LAMENTAVELMENTE) REVELADORA « Victoria Quae Sera Tamen Says:

    […] tem o direito de fazer o que quiser – nem mesmo (deixe-me ver um craque indiscutível) o Velho Butragueño do Nordeste de Amaralina possui carta branca para praticar qualquer […]

  29. Canal ECVitoria » Blog Archive » Uma entrevista (lamentavelmente) reveladora Says:

    […] ninguém tem o direito de fazer o que quiser – nem mesmo (deixe-me ver um craque indiscutível) o Velho Butragueño do Nordeste de Amaralina possui carta branca para praticar qualquer […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: