Réquiem para um ídolo

Em tudo nesta vida querida, que não é nenhum mar de rosa, é necessário um pouco de charme e simancol. Até mesmo para chupar o Chicabon da inevitável decadência (royalties para Xico Sá) é preciso um bocado de elegância – senão, não se faz um samba, não.

Esta canção da despedida, conforme os cultos e musicais ouvintes desta emissora já perceberam, vai dedicada a Ramon Menezes, craque de bola que, em priscas eras, brilhou como poucos com o manto Rubro-Negro e que agora retorna ao palco.

Porém, como não sou palhaço das perdidas ilusões, afino a cuíca e largo logo a seguinte, de prima, sem deixar cair o ritmo: ele não está sabendo pendurar os microfones, digo, as chuteiras, com dignidade. E nesta sua (re) volta ao Vitória, o ex-reizinho pode até ser o artilheiro e craque deste brioso Campeonato Baiano (algo improvável) que mesmo assim estará errado – pelo menos na concepção deste romântico locutor.

Antes que as viúvas do referido e/ou ouvintes de BOCÃO comecem a jogar tomate, emulo João Gilberto e afirmo: vaia de bêbado (de maluco e de ladrão) não vale. E explico os porquês.

Seguinte.

É vero que todas as pessoas têm o direito a algumas doses de vaidade – esta pantera implacável que nos persegue desde sempre. É humano. Demasiado. O que não é permitido, inclusive Deus castiga, tá na bíblia, é querer que o projeto de uma nação (no caso, a Rubro-Negra) se adapte às nossas ambições pessoais (sejam elas legítimas ou não).

E Ramon, senhoras e senhores, está fazendo exatamente isso. Ele corre atrás do seu gol 100 no Campeonato Brasileiro da mesma forma patética que Romário inventou o gol mil, desafinando completamente o som da orquestra/time. Rapaz, ouça um bom e raulseixista conselho: faça como fez Sinatra, compre o carro e vá embora.

O tempo urge e ruge para todo o mundo. E ninguém, nem Marília, nem o jogador de futebol desta lei da natureza tem isenção. Por mais forte que seja o homem, assim falou Edson Gomes, sempre chega o momento da queda. O tempo rei, ô, o tempo rei, é surdo. Não escuta nem mesmo a apelo de gladiadores mais sofisticados, como o menino Alphonse de Lamartine que, em vão, pediu para ele suspender o vôo. (deixa o acento, DJ fidumasanta).

E já que trocamos a música pela seara poética, saco do coldre aquele surrado, mas ainda assim verdadeiro ensinamento do bardo Augusto:

“O beijo, amigo, é a véspera do escarro.

A mão que afaga é a mesma que apedreja”.

E digo isto, Ramon, com a consciência de que, no momento em que esta voz rouca e rascante começar a falhar, abandonarei até mesmo aquele inolvidável grito que emociona a multidão:

UMBORA BITÓRIA, CARAJO!

Anúncios

26 Respostas to “Réquiem para um ídolo”

  1. Benjamin Says:

    Primeirão mais uma vez…

    Franciel, talvez você não tenha conseguido copreender que nossa competente Diretoria apenas está antecipando-se aos acontecimentos e já prevendo a queda de Mauro Fernandes contrata Ramon para fazer um estágio como treinador e assumir o time em breve, isso porque conhece toda a identificação que o “Reizinho da Toca” tem com o time e a torcida.

    Ps.: Coitado de Nélson Rodrigues, quis levantar-se para aplaudir de pé seu belo texto, mas não conseguiu devido ao pouco espaço existente no túmulo…

  2. Fabrício Says:

    Rapá, queimei minha língua no ano passado em relação ao reizinho, espero que isso ocorra de novo. Talvez um tempo dele valha mais do que dois de Gláucio, Cristian e cia (exceto o Rafael Bastos e, quiçá, o tal Reina)

  3. canijah de moreré Says:

    Decadance avec elegance, monsieur (como diria o velho Lobão)!
    O rapaz já tem bagagem suficiente pra isso. Cerezo foi uma cereja no bolo Rubro-Negro, lembras? Ricardo Rocha e Chamusca ganharam experiência por aqui e ganharam campeonatos por lá! O Vitória, quer queira ou not, vez em pr outra apronta uma dessas. Quiça mais uma dessa dê certo? Preferes Renato Gaúcho?

  4. canijah de moreré Says:

    Quero deixar claro que o jogador é, ao mesmo tempo, técnico!

  5. Lucas Serra Says:

    Tb acho que para o Baianão ele ainda dá… mas Brasileirão… sei não.

  6. canijah de moreré Says:

    Você sabe o que é Biriguidi?

  7. Renato K. Says:

    Parece-me que o Ramon levou a sério o “Quae Sera Tamen”, mote deste blogue que é como o caldo de mocotó do Zelão – incomparável …

  8. maurição Says:

    Na pior das hipóteses pelo menos teremos um batedor de falta, que é o que anda faltando ao time.

  9. maurição do vit Says:

    mudei

  10. Ernandes Santos Says:

    O trabalho de Sísifo. E quem sifu é o torcedor

  11. Ernandes Santos Says:

    Esta é a relação do Vitória com Ramon:

    Por toda a eternidade Sísifo foi condenado a rolar uma grande pedra de mármore com suas mãos até o cume de uma montanha, sendo que toda vez que ele estava quase alcançando o topo, a pedra rolava novamente montanha abaixo até o ponto de partida por meio de uma força irresistível. Por esse motivo, a tarefa que envolve esforços inúteis passou a ser chamada “Trabalho de Sísifo”.

    Vocês vão sísifoder!

  12. Felipe Says:

    Véio, que texto melancólico hein ?

    Tenho as seguintes suposições:
    1 – Contratou pra (tentar) agradar a torcida.
    2 – Contratou pra ele, Ramon, procurar conversa com Mauro Fernandes e fazer o mesmo pipocar daqui.
    3 – Contratou… pra quê mesmo?

    Veremos..

    SRN

  13. maurição do vit Says:

    Franciel paraece que a globo não ta muito satizfeita com o blogueiro do Vitória, muitas reclamações por parte dos usuários, a lacuna vai ficar vazia, então…posso lançar sua candidatura.Já tenho até o slogan da campanha ” vote no Franciel que ele é bom pra dedeu”. que tal?

    Meu velho, agradeço, mas me tire deste problema. Aqui tá bom demais. Abraços.

  14. Dalmo Carrera Says:

    É uma pena Franciel, estava pronto para vaiar a sua ingratidão, mas como já avisou que maluco ou bêbado perderam o direito antes sagrado de se manifestar e como apupar não faz bem a minha cara de mau, o jeito é silenciar, antes dizendo que estive visitando site o Canal Vitória e ao notar a sua foto associei de cara com o jeitão e rosto do pirata que rotula prá de anos o Rum Montilla Carta Ouro. Como vê Franciel, você perturba, alegra e agora também positivamente embriaga .

  15. Franciel Says:

    Dalmo, meu velho, sou ingrato nao. Acho que Ramon foi um dos maiores craques que já vi jogar com a camisa do Vitória. Porém, acho que o mesmo, desde o ano passando, está jogando fora o patrimônio conquistado por conta de uma vaidade boba. Por não saber envelhecer. Acontece.

  16. Mateus Borba Says:

    Rapaz, só com um bom texto desse pra levar essas brincadeiras da nossa Diretoria na boa, hein…

  17. maurição do vit Says:

    Ramon fez um bom campeonato brasileiro no ano passado, lógico que ele está um ano mais velho, ele é esperto sabe se posicionar e dosar, vamos ver, se não der pra jogar os 2 tempos que jogue um, se não der pra jogar 1 que jogue 30 mn. Vitória não tem um bom cobrador de faltas, não tinha porque agora tem.Ele abriu mão de jogar em times inferiores como o santa cruz e o bahia mesmo tendo melhor proposta; quem viver verá.

  18. maurição do vit Says:

    Não é problema , é solução, me falaram que o salário é em torno de 8 mil, plano de saude, cesta básica, passagens aérea e outras regalias

  19. maurição do vit Says:

    Não vou insistir mais

  20. canijah de moreré Says:

    Dalmo, Franciel não tem cara de rótulo da Montila, suas madeixas lembram mais as barbatanas do Pitu.

  21. Janjão de Aratuípe Says:

    Ramon aos 36 parece mais uma típica contratação do Itinga… Estranho estar vendo isso.

  22. Rodrigo Says:

    Vocês não estão entendendo, gente, Ramon é o novo TÉCNICO, o novo TÉCNICO!!

  23. quiva Says:

    Ô Capitão Montilla (muito boa essa!), anote aí que nesse campeonato sem pudor, Ramon vai dar dignidade ao meio campo rubro negro.
    Pro brasileiro a história é outra, mas, conforme sentenciou o sábio Sobrenatural de Almeida, Ramon entrará para a história do campeonato brasileiro como grande goleador e técnico campeão de 2009.

  24. Jorge Bassu Says:

    Ingratidao eh de Ramon, usando o ECV para ganhar $$$ na velhice sem ser produtivo.
    Dizer que ele fez “um bom campeonato brasileiro no ano passado” vai de encontro a realidade.
    Nao podemos cair na tentacao de analizar o jogador pelo que ele foi no passado. A verdade eh simples, ele nao esta jogando nada.
    Outra verdade, nao foi ele que nao aceitou ir para o rival. O tecnico deles foi que nao aceitou a contratacao. Isso ja servia de indicativo.
    Um abraco

  25. maurição do vit Says:

    ae Franciel já colocaram o cara do blog da globo pra fora, é sua chance cara agarre com unhas e dentes, aquele cara era muito chato

  26. Julio dos Cães Says:

    Ingrato,
    Parabéns pelo texto, mas tomates para seu parco raciocínio. Completarei o soneto de Augusto dos Anjos para bem medir sua perfídia:

    “Apedreja esta mão vil que te afaga
    E escarra nesta boca que te beija”

    Não é assim que se reverencia um ídolo, Franciel

    Umbora Bitória, carajo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: