Vindicta, quae sera tamen*

Vocês sacam a longa marcha de Mao Tsé-Tung, né? Claro que sabem. Afinal, a torcida rubro-negra é a mais culta do pais. De acordo com dados oficiais do IBGE, 92,14% dos torcedores do brioso Esporte Clube Vitória têm o curso superior completo; 4,15% já terminaram o 2º grau e o restante está concluindo o supletivo ou é fã do sacripanta do Bocão.

Pois bem. Diante da paletada que dei (lá ele) no dia 3 de maio de 1997, os 10, 12 mil km percorridos pela tal marcha chinesa são nada. As diferenças, porém, não se restringem apenas à quantidade de quilometros. Enquanto os comunistas fugiam do cerco do Kuomintang, eu vagava injuriado e sem rumo, de bar em bar, pelas ruas desta bela e besta província. Na referida data, perdermos, de forma inexplicável, a vaga na semifinal contra o Grêrmio, depois do empate em 3 x 3, na velha Fonte Nova. Perdemos, vírgula, Junior Touché perdeu. Enojou meu baba. E desde então formulo táticas e  estratégias para me vingar da equipe gaúcha.   

E a vingança, que demorou mais de uma década, veio ontem, com direito a virada, goleada, gol de bicicleta e as porra. Alguns idiotas podem até pensar que o Leão jogou aquela bola toda apenas por conta da mala branca do São Paulo, mas em verdade vos digo: nécaras. A causa foi mais nobre. Eles brocaram o Grêmio para evitar dois graves problemas. Primeiro, que este cansado locutor voltasse a começar nova e interminável paletada pelas ruas de Canabrava. Segundo, e principalmente, para restabelecer a honra do futebol brasileiro. Afinal, não é possível que um time treinado por Celso Roth ganhe um título nacional. Não enquanto eu estiver vivo e com a garganta funcionando.      

Pois muito bem. Sei também que, apesar deste importante momento histórico, algumas almas sebosas vão indagar: “Ah, Sêo Françuel, mas de que adianta toda esta papagaiada sua se o Vitória não vai mais ser campeão brasileiro?”. A estes, respondo. É vero. Mas, como diria meu  amigo Beto Bahia, “Feijoada (campeonato) que eu não como mais eu boto o dedo pra azedar“. Eis o príncipio básico da vingança.

E, guiado por esta concepção filósofica do menino Beto, já estou me preparando para brocar o Palmeiras e tirá-lo da Libertadores. Afinal, “Feijoada (campeonato) que eu não como mais eu boto o dedo pra azedar“. O triunfo contra a equipe paulista simbolizará também mais uma vingança por causa de 1992 1993 (valeu, Lucas). A terceira, já que depois daquele fatídico ano, metemos 7×2 em pleno Parque Antártica e  ainda mandamos aquelas injúrias para a  2ª divisão. Porque somos assim: quando começamos a nos vingar não paramos mais.
 
Ah, sim. Para encerrar esta emocional transmissão, mais duas palavrinhas: “Ei, Bocão, vá tomar no ás de loscopita“.  
 
E Viva Mancine!

P.S Aos (poucos) torcedores rubro-negros que não dominam o Latim, traduzo o título à moda drummondiana: “Vingança, ainda que à tardinha”.

Anúncios

14 Respostas to “Vindicta, quae sera tamen*”

  1. Lucas Serra Says:

    Françuel, a vingança contra o Palmeiras não seria em 1993?

    Você não pode ficar tanto tempo sem postar não rapaz, a torcida do Vitória precisa de sua estupenda forma de falar! ssrrsrs

  2. Victor Nyo Says:

    ^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^~
    É ideia!

  3. Jorge Bassu Says:

    Seu Francuel

    Um abraco desde gringolandia.
    Como “falou” o Lucas, nao desaparece nao seu menino pois a tua e uma das raras vozes da sabedoria que ainda restam nessa terra dos bocoes.

  4. franciel Says:

    Valeu, Lucas. Já corrigi. O problema é que ainda não me vinguei completamente daquele ano de 1992 contra o Paraná. Mas, ainda vai ter troco grande.

  5. anrafel Says:

    Pra se vingar do Paraná, vai ter que ir para a Segundona. Aquilo lá não sobe mais nunca (tá bom, tem a Copa do Brasil).

    Apoiadíssimo, esse time do Grêmio ser campeão brasileiro é um acinte. Com ou sem Celso Roth.

    Por que só Júnior Touché? E Flávio Tanajura também não foi artífice da derrota?

    Ou estás livrando a cara dele só porque é o treinador de zagueiro do Vitória?

  6. anrafel Says:

    O Palmeiras está lutando pela Libertadores, donde Marquinhos não deverá jogar domingo.

  7. Teresa Says:

    Salve, Salve seu Franciel!!

    Excelente a volta dos seus textos maravilhosos sobre nosso brioso ECV!! Estou de acordo com Lucas e Jorge (e tenho certeza que todos que lêem seu blog), não suma não, viu?

    Profeta Franciel, o Vitória foi campeão 2008 de terra e mar ( hepta no remo, levou o infantil, mirin, juvenil, junior, profissional)…..Claro que o título nacional e o latino americano vem, é apenas questão de tempo e planejamento.E por falar em planejamento: FICA MANCINE!!!!

    Saudações RN

    (Se não fossem os juízes ladrões…e a perda de Dinei..Enfim, AVANTE LEÃO 2009 vem aí!

  8. Lucas Serra Says:

    Anrafael,

    O Paraná, assim como o Jahia, não subirão tão cedo…

    Gostaria que fossem rebaixados dois times cariocas, o Vasco e o Flu, já que eles tem mais condições ($) de voltar, aí ficariam menos vagas para os times que queiram subir…. srrss

  9. Coelho Rodrigo Says:

    Olá Franciel,cara tenho lido seu blog a pouco tempo e estou adorando e dando muitas risadas com seu humor refinado e acima de tudo rubro-negro…o único porém é que no trabalho os blogs são bloqueados e nem sempre dá pra ler…mas você conseguiu dizer quase tudo sobre aquele asqueiroso torcedor do flamerda. Cara, se eu te contar vc não acredita: eu fique com tanta raiva,mas tanta raivaaa daquele presunto vencido,que as vesperas do jogo contra o flamerda eu nem dormi de tanta raiva..acho que eu não consegueria nem dar bom dia aquele cara…pois bem. espero ter mais oportunidades de ler seu blog e me divertir de maneira informativa…

    PS:Aqueles dados do IBGE são maravilhosos dei muita risada e já tô espalhando aqui pra galera kkkkkk abração Franciel…saudações rubro negras…

  10. Quiva Says:

    É, seu Françuel, voltou com gosto de gás. Texto de excelente pena que alerta o torcedor que emprenha pelo ouvido. Para Bocão, quanto mais sangue melhor, tô fora!
    Porra, que jogão os 3 x 3… bom time aquele (se tinha Nilson, Touché e Flávio, também tinha Chiquinho, Bebeto e Cabeção).

  11. Hipopótamo Zeno Says:

    Franciel, repicando a propaganda lá no Zeno, segue textinho escrito a propósito do defenestramento que o Vitória impingiu ao meu Parmerinha naquele triste 17 de novembro de 2002.

    http://www.zeno.com.br/index.php?itemid=113

  12. anrafel Says:

    Lucas Serra,

    O Fluminense e o Vasco não merecem descer.

    O Fluminense, porque é o meu time; o Vasco, pelo Roberto ter defenestrado o Eurico Miranda e não ser justo tal ‘prêmio’.

    No caso do Vasco, acho que não tem mais jeito; amanhã mesmo estará degolado e Dinamite, circundado (quase sai circuncidado) de seguranças, voará para uma temporada de relax no Uzbequistão com seu amigo Zico.

    Renato Gaúcho ficará feliz só pela metade. Tentou rebaixar dois clubes, mas não conseguiu fazê-lo com o Flu, salvo por Renê Simões, aquele que levou o Vitória para a Terceirona.

    Voltando a Renato, este não corre perigo de vida. No máximo, Romário regrará a sua cota de charutos cubanos na próxima orgia.

  13. roda Says:

    teu time é pequeno que é uma dor

    bahia é muito mais tradicional

    e eu sou gaúcho e até perdi pro bahia

  14. Janjão de Aratuípe Says:

    Gaúcho e tricolor Roda, teu nome, uma sina. Vida dura! Minhas sinceras condolências!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: