É incrível o poder que as coisas parecem ter quando elas têm que acontecer

Algumas doses de falsa erudição e de licor de jenipapo talvez não façam tanto mal neste período junino. Assim, peço licença para não saltar a  fogueira dos clichês e começar citando um que já se tornou clássico e é atribuído a Caetano Veloso. Recebam.: “É incrível o poder que as coisas parecem ter quando elas têm que acontecer”.

Somente este otimista axioma (recebam, sacanas, um axioma pelas caixa dos peito) para explicar a conjunção de energias positivas e resultados idem para o brioso Rubro-Negro neste último fim de semana.

Primeiro, o jogo no Barradão. O Vitória tinha tudo para golear o Inter, mas felizmente não o fez. Sim, felizmente, porque se o time de Vagner Mancini tivesse metido três ou quatro na equipe gaúcha, o salto de Luís XV se tornaria um chinelo perto daquele que  certos jogadores rubro-negros iam calçar na partida seguinte. Então, aquele  2 x 1, com todo o sofrimento desnecessário, foi mais do que providencial para a caminhada rumo ao título.  

E por falar na próxima peleja e na caminhada rumo à conquista, o melhor resultado veio exatamente do adversário de sábado. Quem, em sã consciência, acreditaria que o Goiás iria chegar na Vila Belmiro e aplicar 4 x 0 no Santos, senão com o auxílio luxuoso do “incrível poder que as coisas parecem ter quando elas têm que acontecer”?  

Foi, repito, o melhor resultado da rodada para o Vitória. Caso tal milagre não tivesse ocorrido, provavelmente iríamos assistir ao Rubro-Negro ressuscitar mais um defunto. Porém, definitivamente, o Sobrenatural de Almeida decidiu atuar do nosso lado este ano.  

Anúncios

5 Respostas to “É incrível o poder que as coisas parecem ter quando elas têm que acontecer”

  1. Hilário, o operário Says:

    Folgo em ver que não folgas sequer nos dias santificados.
    Justa e pertinente vossa observação acerca das plataformas dispensadas pelos pés de nossos atletas, antes mesmo que nelas subissem.
    Creio que credes também em sublime resultado no próximo sábado, para que possamos somar 13 pontos em 15 disputados.
    Como bom operário, só folgarei no outro domingo, dia 6, para ir ao Canindé, onde pagarei couvert artístico e assitirei a mais um ato do espetáculo rubro-negro que se encena este ano.
    Rumbora Vitória, minha porra!

  2. Zé Raimundo Says:

    Pois é, França. Sobre o importante resultado do Goiás de Hélio dos Diabos, já havia comentado antes do resultado: http://www.barradaoonline.com.br/revista_artigo075.html.

  3. canijah, o grauça Says:

    Ainda bem que o Vagner é o Mancini, se fosse o outro a gente tinha ido pro brejo.

  4. Bob Dinamite Says:

    nada mais tem importância depois desta notícia:
    http://www.lancenet.com.br/clubes/VASCO/noticias/08-06-28/323970.stm?dinamite-e-o-novo-presidente-do-vasco
    Casaca!!!

  5. Fabinho Says:

    Mais uma vez ótimo texto. Gosto da sua forma escrachada de escrever. Tá de parabéns…RUMO AO TÍTULO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: